Frango com massa no próprio molho

5 de junho de 2012 8 Comentários por Maria

Praticidade. É isso tudo quanto busco quando volto pra casa depois de alguns dias fora. Em geral não tem legumes e o melhor a fazer é lançar mão do que estiver ao alcance antes de pensar no reabastecimento da casa. E um salve aos ingredientes-curinga que costumam figurar por aqui: frango e caldo congelados, bacon (tem sempre um pedaço no congelador), creme de leite e macarrão na despensa, temperos na horta e alho e cebola que não se importam em passar uns dias de escanteio e permanecem inteiros e à espera. Pronto, almoço encaminhado.

Frango com massa farfaline no próprio molho

Esta foi a primeira vez que fiz este prato. Era pra ser uma outra receita mas fui adequando aqui e ali e virou algo completamnete diferente. A primeira comprovação de que não só eu achei surpreendentemente bom foi o Antonio dispensar o queijo parmesão na massa. Fato inédito em cinco anos de mesa em conjunto! Agora aguardo vocês comprovarem e voltarem pra me contar.

Frango com massa farfaline no próprio molho

Ingredientes
6 coxinhas de asa de frango (cerca de 300 gramas)
150 gramas de farfalline ou outra massa de sua preferência
2 colheres de sopa (30 ml) de suco de limão cravo ou galego
1 1/2 colher de sopa de bacon picado pequeno
1 colher de sopa de sálvia picada grosseiramente
1 colher de sopa de alecrim desfolhado
2 colheres de sopa cheias de cebola picada pequena
3 dentes de alho pequenos picadinhos
1 xícara de caldo de galinha
1/4 de xícara de creme de leite
1 colher de sopa de azeite
mix de 5 pimentas, ou pimenta do reino moída na hora, a gosto
1/4 de xícara da água do cozimento da massa
sal a gosto

Rendimento
duas porções

Modo de fazer
Retire o frango da geladeira, regue com o suco de limão e o envolva com a pimenta. Reserve.

Aqueça o azeite numa panela em fogo médio. Junte o bacon e, quando esquentar, retire as coxinhas da marinada, passe sal e frite virando de vez em quando até que estejam douradas.

Agora junte a cebola, o alho, a sálvia e o alecrim. Frite um pouquinho e acrescente o caldo de galinha aquecido. Aguarde ferver, prove e acerte o sal, lembrando que ainda irá reduzir e concentrar o sabor e o sal.

Abaixe o fogo, tampe a panela e cozinhe por cerca de 45 minutos ou até que o frango esteja bem macio. O caldo reduzirá mas não deverá secar.

Quando estiver próximo dos 45 minutos, aqueça noutra panela água com sal e cozinhe a massa, separando 1/2 xícara da água do cozimento.

Retire o frango da panela e acrescente um pouco da água do cozimento da massa; a quantidade deverá ser suficiente para aumentar o caldo mas manter seu sabor (usei 1/4 de xícara). Acerte o sal, misture o creme de leite e junte a massa cozida. Envolva-a bem com o molho e sirva em seguida com o frango por cima.

Frango com massa farfaline no próprio molho

8 Comentários

  1. Selenita
    5 anos atrás

    Ummmmm, deu água na boca!

    Com certeza farei este prato! Depois volto para dizer como me sai.

    Responder

    • Maria
      5 anos atrás

      Êba! Tô esperando! E se der tempo, fotografe e mande pra eu ver e compartilhar. ;)

      Responder

  2. daisy
    5 anos atrás

    Gostei muito da receita do frango.

    Vou executá-la e depois lhe informo o resultado.

    Abraço e até breve.

    Daisy

    Responder

    • Maria
      5 anos atrás

      Aguardo seus comentários, Daisy. Espero que goste tanto quanto eu. ;)

      Responder

  3. Helena Correa
    5 anos atrás

    OI Maria, ontem a noite testei o frango com massa, como ja havia falado antes frango não é meu prato preferido, mas esta coxinha ficou dos deuses. A massa é muito boa, minha filha adorouuu e olha que criança é meio chatinho para experimentar pratos novos.

    Este preparo do frango serve como base para só para o frango se alquem preferir sem a massa. Uma delicia vale a pena experimentar.

    Helena

    Responder

    • Maria
      5 anos atrás

      Que ótima notícia, Helena: a receita agradou mãe e filha!
      Eu preciso repetir mais vezes esse prato porque também fiquei encantada com a massa e com o sabor.
      Beijo e obrigada por vir me contar. :)

      Responder

  4. Guilherme
    4 anos atrás

    Grannnnnnnnde Maria!

    Seja bem vilda de volta!

    Procurei este post seu para que eu possa comentar pra vc.

    Fiquei pensando sobre este prato que foi durante a minha infância, o prato de Domingo da casa dos meus avós maternos.

    Fiz o seguinte:

    Fui a uma padaria que faz um frango assado fenomenal com um tempero único ( segredo de lá), naquelas tvs de cachorro. Pedi um frango bem mal passado… daqueles com apenas meia hora de cozimento pois queria terminar em casa. Coloquei numa assadeira, reguei com azeite e uma colher de manteiga e terminei o cozimento. Retirei e guardei toda aquele sabor que fica no fundo da assadeira. Desfiei o frango, coloquei a assadeira na boca maior do fogão e deixei ferver novamente aquele caldo, joguei meio copo de vinho branco, soltei o fundo e devolvi o frango desfiado com cogumelos shitakes fatidos em pedaços bem pequenos Daí juntei 500mls de creme de leite fresco, deixei ferver e coloquei a massa ( escolhi o penne), com um pouco da agua de cozimento, deixei esquentar bem, coloquei queijo parmezão e servi.

    Muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito bom…. como o seu. mas com erva nehuma pois reconheci o talento do tempero da padaria

    Ao servir, polvilhei com presunto cru torrado no forno.

    Beijos.

    Guiga.

    Responder

    • Maria
      4 anos atrás

      Essa é uma grande e prática ideia, Guilherme! Frango de padaria é sempre uma tentação e esse seu incremento foi perfeito! Acho que amanhã mesmo comprarei um pra acompanhar uma macarronada. Ainda não é domingo, mas quem se importa com isso, né?! :)

      Responder

Deixe seu comentário

Os Campos com * são obrigatórios. Mas não se preocupe, seu e-mail não será divulgado.