A melhor farofa de lula

Sempre acho meio presunçoso quando vejo um título como esse que escrevi. Mas, por outro lado, percebo que funciona, pois sempe tendo a dar crédito para as receitas assim intituladas. Isso é bastante comum em blogs gringos; eles costumam usar “the ultimate” e foi numa dessas que encontrei uma receita maravilhosa de waffle de abóbora. Mas voltemos à melhor farofa de lula. A chamei assim porque é a melhor que já comi. Se alguém discordar, pode passar a receita, ou endereço da sua melhor farofa de lula, pois quero mais é experimentar. ;)

Farofa de lula

Essa farofa aprendi com o Robson Possidônio, um caiçara de Trindade/RJ, quando fotografei para o livro À Beira do Fogão. Robinho, que cozinhou a farofa de lula que ilustra este post, contou que esse prato era tradicionalmente preparado assim que os pescadores desembarcavam, para aproveitar as lulas pequeninas que não tem valor comercial. As lulas são usadas inteiras, com todo seu interior, e a isso devemos o sabor especial dessa farofa.

Farofa de lula

Quando pequenas, as lulas ainda não tem aquela parte mais rígida, transparente, fina e alongada, que fica em seu interior. No entanto, quem não achar essas miudinhas, não precisa desistir da farofa. Compre o menor tamanho que encontrar, retire a haste rígida e a boca da lula (parece um bico durinho na cabeça), e corte a lula em 2, 3 ou 4 pedaços, dependendo do comprimento. Mantenha todo o resto: vísceras, olhos, tinta, cabeça.

Farofa de lula

No mais, o modo de fazer essa farofa de lula é simplérrimo e rápido. E tenho certeza que vocês me agradecerão por ter compartilhado essa receita, assim como eu agradeço ao Robinho por tê-la ensinado para mim. Ah, e quando a fiz em casa, ela acompanhou um peixe chamado Prejereba assado na folha de bananeira e uma farofa de banana. De entrada, comemos os irresistíveis bolinhos de taioba. Foi um jantar dos deuses.

Farofa de lula 04

A melhor farofa de lula

Ingredientes
1 kg de lulas pequenas, inteiras e sem limpar
2 xícaras de farinha de mandioca
2 colheres (sopa) de gengibre picadinho (ou mais)
sal a gosto

Modo de fazer
Aqueça uma frigideira grande, coloque o gengibre e as lulas, tampe e deixe cozinhar por aproximadamente 15 minutos, em sua própria agua (que irá soltar).

Tire a tampa, aguarde secar a água e deixe um pouco mais para as lulas dourarem ligeiramente. Junte a farinha de mandioca e o sal e delicie-se.

Mas antes vamos conhecer um pouco da história do . Acompanhe com a gente.

Você também pode gostar...

2 comentários

  1. Silvia diz:

    Minha panela, agora etou vendo, ficou da cor da sua ao preparar a farofa!
    Da farofa não gostei tanto quanto da lula em si, modo super prático de prepara-la!
    Cozinhei um espaguete e a lula com o caldo foi o molho, mais salsinha, ficou ótimo.

    1. Que bom que transformou a receita para agradar seu paladar, Silvia. Vou experimentar fazer com uma massa qualquer hora dessas. Valeu a dica. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.