Pudim de leite condensado: com ou sem furinho?

pudim 04

Quando fiz pudim de leite condensado pela primeira vez tudo saiu conforme esperado, exceto um único detalhe: ele não tinha furinhos. Minha memória afetiva me diz que pudim, tal qual aquele que minha vó Lucy servia e serve, tem que ter furinhos. Mas aí veio a primeira colherada e não lembrei mais dessa “falha”.

O tempo passou, a família marcou um encontro e prontamente coloquei o pudim de leite condensado na lista das sobremesas a serem preparadas; afinal, vocês haverão de concordar, esse é um doce com sabor de infância, de carinho, de boas lembranças. Por força do hábito “dei um Google” na receita e pra minha surpresa encontrei páginas que ensinavam a preparar um pudim liso, sem furinhos. Ã?? E com a testa franzida tentei entender por qual motivo alguém gostaria de fazer um pudim de leite condensado sem cara de vó. Ou será que só o da minha avó era assim?

pudim 05

Pelo que andei lendo (mas ainda não testei) os furinhos são obtidos por dois motivos: ao assar em forno alto e ao aquecer a água do banho-maria antes do pudim ir pro forno. Consultei minha vó Lucy e soube que ela cozinha no fogão (não no forno) com a água do banho-maria previamente aquecida. Além dessas informações, o link a seguir ensina diferenças no preparo das duas versões de pudim de leite condensado, com e sem furinhos. Agora já me sinto pronta pra preparar um pudim de vó.

Depois dessa estória toda resolvi fazer este post para mostrar o pudim que foi servido por aqui e, sobretudo, para perguntar: qual versão vocês preferem, com ou sem furinhos?

Ingredientes para um pudim de leite condensado com cerca de 20 cm de diâmetro
1 lata de leite condensado
2 medidas da lata de leite
3 ovos
1 colher de chá de essência de baunilha

para a calda
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de água

Modo de fazer
Comecemos pela calda colocando o açúcar numa panela em fogo baixo. Quando derreter junte a água e mexa até dissolver completamente. Deixe ferver um pouco para engrossar, de olho no ponto para não queimar. Despeje dentro de uma forma (de +/- 20 cm de diâmetro) com furo central e reserve.

No liquidificador, bata o leite condensado, o leite, os ovos e a essência de baunilha. Despeje na forma reservada, cubra com papel laminado e leve ao forno médio em banho-maria (com água quente).

Quando estiver firme (aqui demorou cerca de uma hora e meia), retire do forno, deixe esfriar e coloque na geladeira por no mínimo seis horas.

Para serví-lo, desenforme num prato bem bonito e bom deleite!

O remédio revolucionou o sexo quando lançado, em 1998 pela Pfuzer, fica difícil saber qual Viagra escolher.

Você também pode gostar...

47 comentários

  1. Menina, que bom descobrir o segredo dos furinhos. Vovó não está mais aqui para ensinar e fiquei passada quando fiz um pudim e descobri que ele não tinha furos. Assei no fogão mesmo, em forma própria para pudim, mas vou tentar agora do seu modo para ver se dá certo aqui na minha cozinha. Obrigada pela luz

    1. É um prazer compartilhar essas "descobertas", Karina! Eu também irei pra cozinha o quanto antes experimentar essas técnicas! rsrs
      Depois me conta como ficou, combinado?!
      Beijo e ótimo final de semana!

    2. Vovó Soninha diz:

      Para meu pudim de leite condensado ficar com furinhos, coloco uma pitadinha de fermento em pó.

      1. Essa dica é nova pra mim, Vovó Soninha. Obrigada por compartilhá-la conosco. :)

  2. Ana Bondioli diz:

    Maria do céu!
    Pudim de leite sem furinhos não é pudim de leite!!
    Mas tenho o mesmo problema….o meu nunca tem os furinhos e faço exatamente igual a minha vó!

    1. Como é feito o da sua vó, Ana? Vamos investigar tudo agora! ;)
      Beijo. E bom final de semana!

  3. Com toda certeza com furinhos! como vc mesma disse: lembranças da infância.

    1. Bom saber que não sou só eu, Dani. E pelo que estou vendo nos comentários, somos muitas! ;)
      Nada como um pudim com cara de vó…!
      Beijo! E obrigada pela visita e pelo comentário!

  4. com furinhos, com certeza!
    Engraçado que quando li dicas sobre como fazer um pudim sem furinhos também fiquei perplexas. Tipo, como assim sem furinhos? haha

    1. Tem gosto pra tudo, né?! rsrs Eu gosto dos sem furinhos; os meus ficaram bem cremosos. Mas não trazem a memória afetiva que pra mim é responsável por boa parte do sabor de um pudim.
      Bom final de semana! E obrigada pela visita.

  5. Meu Deus, é esse o segredo!!!
    Eu amo pudim com furinhos, mas nunca soube como fazer… Nem o da minha mãe tem furinhos…
    Brigadão por compartilhar a descoberta!

    1. É um prazer compartilhar, Raquel! Resta saber se essas dicas funcionarão conosco! rsrs Volta pra me contar quando fizer?!
      Beijo!

  6. Renata Prazeres diz:

    Agora me senti um ET… eu gosto de pudim sem furinhos… quanto era pequena e via os furinhos eu não comia…rsrs
    Hoje não sou tão fresca… mas ainda prefiro quando é bem liso, quase um creme. =)
    bjs!

    1. Aháa! Então você é uma dessas, Rê…! ;)
      Gostar de pudim sem furinhos tudo bem… mas não comê-los????! Não acredito!
      O que fiz ficou assim, quase um creme; assou o mínimo necessário. Uma hora dessas preparo pra você, tá?!
      Beijo e ótimo final de semana!

  7. Nossa, eu amo SEM furinhos! heheh

    Seilá, acho que ele espalha melhor na boca e você consegue sentir a totalidade do sabor. [vai vendo! rs]

    Nunca fiz, mas vou testar sua receita e bater BEMMMMM no liquidificador para ver se realmente fica sem furinhos – pelo menos foi o que li em algum lugar.

    1. Testa e me comnta, Nai!! Acho que ele realmente fica mais cremoso sem os furinhos… consigo entender o "espalha melhor na boca". ahahaha
      Beijo e volte sempre!

  8. Cristina Lunardeli diz:

    Olá Maria,visito seu blog pela segunda vez e me deparo com essa "enquete"…pra mim qto mais furinhos melhor,iguais aos da minha mãe!!rsrsrsr…porém,vi uma vez na tv que os furinhos são por conta do tempo que se liquidifica a mistura…de qqer forma temos que testar muitas vezes e degustar todas…que sacrifício…rsrsrsr
    Gostei muito do seu blog e voltarei outras vezes,já tinha favoritado o Diga Maria bolos…hummmm!!
    bjsss…Cristina

    1. Seja muito bem-vinda, Cristina!
      Também li que para ficar sem os furinhos devemos bater por mais tempo. Mas é isso, temos que testar muitas vezes! rsrsrs E voltar aqui para compartilhar os resultados! ;)
      Beijo e volte sempre!

  9. Eu vou sem furinhos…
    (não comi tantos pudins de leite condensado na infância…)
    deve ser porisso! hehehehehehe

    1. É provável, Tai! rsrsrs Eu tenho que testar a versão com furinhos pra ver se dá certo mesmo!
      Beijo, obrigada pela visita e ótimo domingo!

  10. Maria!!
    Que bom que foi descobrir seu site! Fiquei com tanta água na boca das receitas que no mesmo dia preparei duas! O frango com legumes ao forno, que ficou ótimo! E o pudim (com furinhos!!), nunca tinha feito e é tão fácil! Um perigo! rs
    Vou continuar minhas experiências com suas receitas! Adorei!

    1. Bem-vinda, Alice!! Fiquei muito feliz com seu comentário!
      Continue sim suas experiências e não hesite em perguntar caso tenha qualquer dúvida!
      Já fui conhecer o seu blog e também gostei muito!
      Beijo!

  11. Como diz meu sobrinho Gustavo: "Vó, faz um pudinho com furinho?!"
    Pudim com furinhos. Sempre!

  12. Maria, essa foi a primeira receita que aprendi a fazer. Minha mãe me ensinou a fazer em banho maria dentro da panela de pressão. Ficava sem furinhos e com um gosto de carinho maternal. Bom demais. Abraços, Adriana.

    1. Na panela de pressão, Adriana?! Essa versão é novidade pra mim. Tampada ou destampada? Conta tudo! rsrsrs
      Beijo e obrigada pela visita!

  13. Eu gosto do pudim sem furinhos! Acho mais saboroso. Para mim o pudim com furinhos me parece mais "gorduroso" e com gosto de ovo.
    O sem furinhos é perfeito, ainda mais quando fica super cremoso e bem lisinho!

    1. Ju, sabe que a sua descrição quase me convenceu que é assim mesmo?! rsrsrs Os furinhos estão na minha memória afetiva, mas você me fez refletir e pensar que talvez eu também prefira os cremosos e lisos. ;)
      Beijo!!

  14. janaina diz:

    Aiii … Eu amo pudim "SEM FURINHOS" e não sei explicar o motivo … Eu acho que os lisinhos tem gosto mais ativo de doce de leite e a textura cremosa me agrada mais. Eu acrescento 3 bolachas Maria a receita original do pudim ou substituo uma lata da medida de leite, por creme de leite (aff, haja calorias), em todos os casos retiro a "pele" da gema para cortar o gosto de ovo. Engracado que eu amava o pudim que minha avó fazia, e tinha furinhos …

    1. Janaina, dizem que a essência de baunilha é usada nesses doces em parte pra tirar o cheiro de ovo. Eu não tenho paciência pra tirar a pele e confesso que não sinto cheiro e gosto (que detesto!).
      Achei interessante esse acréscimo de biscoito… me fez lembrar de um chup-chup de biscoito que eu simplesmente amava! Vou experimentar no meu próximo pudim. :)
      Beijo, boa semana e obrigada pela visita!

  15. Marlene diz:

    Meninas, experimentem tirar com uma colher, a espuma que fica por cima da massa depois de batida no liquidificador, ela é a responsável por não aparecerem os furinhos!.

    Boa sorte.

    Bj

    1. Obrigada pela dica, Marlene. :)
      Beijo!

  16. Clara F. diz:

    Prefiro sem furinhos, com certeza!

    1. Eu ainda tenho que provar muitas vezes pra decidir, Ciara. rs

  17. Maria, eu amo "pudinho" com furinho! igual ao Gustavo, sobrinho da Ana Carmo, rs…

    Amei este Blog! é tudo de bom! Parabéns!

    1. Bem-vinda, Maira! E quem não gosta de um bom pudinho, né?! ;)

  18. Olá colegas, acredito que para o pudim ficar com furinhos é só fazê-lo normalmente: 3 ovos, uma lata de leite condensado Moça e 2 latas de leite, após ter colocado a calda no fundo da forma. Depois de bater tudo no liquidificador despeje o que foi batido na forma e coloque em uma forma com água fria antes de ir ao forno. Além de cobrir a forma de pudim com papel alumínio. Qdo fiz essa receita e coloquei no banho maria com água já quente, não ficou com furinhos. Ah e detalhe, eu asso em banho maria no forno. Os furinhos dão um charme especial a esse pudim e nós tb comemos com os olhos. Um abraço!

  19. Marcília diz:

    Adorei a receita…acabei de fazer e esbanjarei amanhã.

    1. Depois me conte como ficou, Marcilla. :)

  20. Bárbara Pusta diz:

    Sou apaixonada por pudim sem furinhos, apesar de a minha memória realmente me levar aos deliciosos pudins furadinhos da minha mãe. A impressão que eu tenho – e deve ser mesmo apenas impressão – é que o pudim sem furinhos tem um sabor mais concentrado, mais doce. Formiga do jeito que eu sou, me atiro! haha Beijos, Maria :*

    1. O que me agrada no sem furinhos é que ele é mais macio. Mas bem que queria um dia comer as duas versões, uma fatia ao lado da outra. ;)

  21. Antonio Augusto diz:

    Maria, boa tarde.

    Uma das coisas que eu faço é colocar 2 colheres de sopa de vinho do porto de boa qualidade, ao invés da baunilha.

    Outra é acrescentar na receita, por sinal idêntica à sua, 2 colheres de sopa de leite em pó instantâneo e integral. A cremosidade que isso causa é impressionante.

    abraço

  22. Antonio diz:

    O pudim com furinhos é mais compacto e o sem furinhos é mais macio, pois os furinhos nada mais são do que ar que sai de dentro do pudim.

    Uma dica para quem gosta daquele pudim bem leve, o segredo é bater bastante no liquidificador, pelo menos 10 minutos

    1. Obrigada pelas dicas, Antonio. :)

  23. […] pudim é um pouco mais cremoso que o tradicional de leite condensado e o sabor do doce de leite aparece ao final da colherada, sutil o suficiente para não ser […]

  24. Fernando diz:

    Tudo o que eu queria era um pudim feito queijo suíço, muito furadinho. Fico decepcionado porque os meus saem compactos e cremosos. Já testei muitas receitas, assei em banho maria no forno, na boca do fogão e nada ainda. Uma frustração imensa, prefiro comprar o pudim da padaria que fica como eu gosto…

  25. A minha avó fazia pudim SEM FURINHOS e é isso o que tenho como pudim da infancia! Vai ser a primeira vez que farei pudim. Espero que ele fique sem furinhos hahaha

    1. ahahaha

      E aí, no que deu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.