Pão recheado, ou, o maior pão que já fiz

pao recheado tomate seco 04

Não lembro ao certo o que buscava quando achei esta receita no blog do Vitor, o Prato Fundo. Inicialmente testei sem recheio. Gostei muito da textura mas achei que o ideal seria esse pão recheado, tal qual ensinado pela Nina mostra no seu Gourmandise.

Aproveitei que a casa estava para receber a família e preparei uma receita inteira de pão recheado com queijo, presunto, tomate e orégano. Quase caí pra trás depois da primeira crescida: o pão estava GIGANTE! E mesmo assim acabou num único lanche! Claro que esse foi o incentivo ideal para repetir a receita e experimentar outros recheios: um de berinjela com tomate e outro de tomate seco, cebola caramelada manjericão e parmesão. A massa fica ligeiramente adocicada e esse foi um aspecto muito elogiado. Mudei um pouquinho a receita substituindo parte da farinha de trigo branca por farinha integral e fubá, tornando-a um pouco mais rústica e nutritiva.

Mas chega de falar. Vamos pra cozinha preparar esse lindo pão recheado!

pao recheado tomate seco 03

Ingredientes
500 g de farinha de trigo (em uma das versões eu usei 100 g de farinha de trigo integral e 400 g da branca)
+/- 200 g de farinha integral ou fubá para dar o ponto
10 g de fermento biológico seco instantâneo
70 g de açúcar mascavo
360 ml de leite morno
120 ml de óleo
1 colher de sobremesa de sal
2 ovos médios
1 ovo batido para pincelar

Modo de fazer
1. Na máquina de pão, coloque primeiro os ingredientes úmidos (ovos, leite e óleo) e depois os secos (fermento biológico, açúcar, sal e 500 g de farinha de trigo). Escolha uma função que apenas misture/bata a massa e inicie o ciclo. Quando a massa estiver homogênea, acrescente o fubá ou a farinha de trigo integral (ou os dois) até tornar a massa mais consistente. O ponto ideal é quando a massa pára de grudar nas laterais mas ainda está bastante úmida.

Sem a máquina de pão, misture bem numa tigela o açúcar, o fermento, os ovos, o óleo, o sal e o leite. Acrescente aos poucos os 500 g de farinha de trigo e misture até a massa ficar homogênea. Neste ponto ela ainda está muito molhada e pegajosa. Use o fubá ou a farinha de trigo integral para acertar o ponto: a massa deverá estar ainda úmida e mole mas não mais grudar nas mãos.

2. Transfira para uma assadeira untada (com azeite ou óleo ou polvilhada com fubá), cubra com um pano de prato limpo e deixe crescer por cerca de 45-60 minutos.

3. Sobre uma superfície esfarinhada abra a massa com um rolo de macarrão formando um retângulo. Distribua o recheio deixando livres apenas as duas menores bordas. Dobre uma dessas bordas sobre parte da massa recheada; dobre de novo e de novo até formar uma espécie de rocambole. Aperte um pouco para unir bem massa e recheio e vedar as laterais. Com cuidado, volte para a assadeira, cubra novamente com o pano e deixe crescer mais uma vez por 45 minutos ou até dobrar de tamanho.

4. Pré-aqueça o forno a 220º C. Pincele o pão com ovo batido, faça três cortes na diagonal e salpique com o que desejar (gergelim, sal grosso, queijo parmesão ralado). Leve a assadeira ao forno e após 10 minutos reduza a temperatura para 180º C. Mais 15-20 minutos e o pão estará pronto. E gigante. E lindo.

pao recheado presunto e queijo

Você também pode gostar...

14 comentários

  1. como sempre vc me pega assim de surpresa e me seduz! foram todos ( filhas e genros) para a praia da costa e eu fiquei aqui pensando no que fazer! o sol já vai alto e acho q o clima está perfeito pra fazer crescer um pão! Vou testar a receita! depois eu posto um comentario sobre o resultado. bjokas

    1. Acho mágica essa possibilidade de adentrar na casa das pessoas. Espero que você tenha feito o pão e que tenha gostado. Por aqui foram quatro versões diferentes em uma semana! O último foi recheado com linguiça, queijo e cebola.
      Espero seus comentários!
      Grande beijo e ótima semana, Joyce!

  2. Hummmm eu também faço este pão e é sempre sucesso! É um dos lanches que eu mais gosto.

    1. Virou um dos meus lanches prediletos também, Lu. No dia-a-dia raramente como pão mas havendo visitas esta é uma excelente opção.
      Beijo e obrigada pela visita!

  3. Nem sei de qual dos dois gosto mais, Maria – que lindos os teus pães!

    1. Pat, sou obrigada a lhe dizer que ao vivo e em cores eles estavam mais bonitos. Sério. As fotos foram tiradas às pressas com a família morrendo de fome enquanto o pão cheiroso posava pra mim. rsrsrs
      Beijo!

  4. que apetitosos!!! quero experimentar!

    1. Desejo anotado! ;)

  5. Humm, deu água na boca!
    bjão

    1. Puxa, Nini, se eu estivesse aí levaria uma fatia pra você assim que lesse seu comentário! Mas quem sabe Lud e eu o preparamos em fevereiro pra você?!
      Grande beijo e saudade!

  6. Priscila Milanez diz:

    Olá Maria,

    Acompanho teu blog há algum tempo, mas só hj resolvi comentar. Na verdade, é mais pra deixar uma pergunta: será que posso usar essa mesma base dessa receita, mas ao invés de rechear com os ingredientes que vc mencionou acima, misturar na massa grãos como amêndoas, castanhas do pará, gergilim, granola e passas? Coimo vc já conhece o sabor e textura dessa massa, vc acha que ficaria uma combinação bacana?

    Parabéns pelo blog e receitas! Adoro passar por aqui e testar receitas novas!

    Priscila Milanez

  7. Priscila, a massa desse pão é bem neutra e macia; acredito que fique gostoso sim. Gosto muito dessa daqui também, com a qual já experimentei misturar ingredientes na massa: https://digamaria.com/2010/02/pao-de-castanha-do-p
    Aguardo notícias do seu pão. ;)

  8. Priscila Milanez diz:

    Olá, Maria! Acredita que só hoje, procurando novamente receitas de pão por aqui , é que vi sua resposta? Comecei a ler meu post, sem ver o nome e só na metade foi ver que tinha sido eu! rsrs. Acabei não testando a receita. Tô pensando em fazer só com trigo integral. Vc acha que ficaria muito pesado? Farei esse fds e te conto como ficou! =)

    1. Priscila, eu não curto muito pães 100% integrais; os acho muito pesados. Portanto, depende também do seu paladar. Eu faria meio a meio.
      Ah, você pode assinar as respostas e ser notificada por e-mail assim que eu, ou outro leitor, responder o seu comentário. ;)
      Beijo. E aguardo notícias da sua cozinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.