Pão recheado com doce de banana

pao com doce de banana 06

Vocês devem ter notado que andei me aventurando com frutas, compotas e geléias; vide o doce de mamão, o de abóbora com coco e a geléia de maracujá. Só que nem sempre dá tão certo quanto eu gostaria e foi isso que aconteceu com meia dúzia de bananas que eu quis transformar em geléia e o resultado foi um doce de banana bastante cítrico. Não estava ruim, mas estava muito azedinho pra ser comido puro.

Tirei da panela, guardei na geladeira e lancei a questão pro meu cérebro: e agora, como não desperdiçar? A primeira idéia foi fazer aquele clássico doce de banana com creme por baixo e claras em neve por cima; mas não era exatamente o que eu queria… Fui dormir e no dia seguinte a primeira idéia que me veio à cabeça foi: pão doce!

pao com doce de banana 01

Já sabia qual receita de pão usar (ela já apareceu por aqui com recheio salgado) então daí por diante foi só, literalmente, colocar a mão na massa.

O recheio não terá medidas exatas mas deixo aqui, além da idéia do reaproveitamento, uma noção de como preparei: banana em rodelas + suco de limão + açúcar + um tiquinho de água. Tudo numa panela em fogo baixo até as bananas começarem a desmanchar.

Ingredientes para o pão
250 g de farinha de trigo
+/- 100 g de farinha integral ou branca para dar o ponto
5 g de fermento biológico seco instantâneo
35 g de açúcar mascavo
180 ml de leite morno
60 ml de óleo
1/2 colher de sobremesa de sal
1 ovo médio
1 gema para pincelar
açúcar e canela para finalizar

Modo de fazer
1. Na máquina de pão, coloque primeiro os ingredientes úmidos (ovos, leite e óleo) e depois os secos (fermento biológico, açúcar, sal e 250 g de farinha de trigo). Escolha uma função que apenas misture/bata a massa e inicie o ciclo. Quando a massa estiver homogênea, acrescente oa farinha de trigo integral (ou mais da branca se preferir) até tornar a massa mais consistente. O ponto ideal é quando a massa pára de grudar nas laterais mas ainda está bastante úmida.

Sem a máquina de pão, misture bem numa tigela o açúcar, o fermento, os ovos, o óleo, o sal e o leite. Acrescente aos poucos os 250 g de farinha de trigo e misture até a massa ficar homogênea. Neste ponto ela ainda está muito molhada e pegajosa. Use a farinha de trigo integral (ou mais da branca) para acertar o ponto: a massa deverá estar ainda úmida e mole mas não mais grudar nas mãos.

2. Transfira para uma assadeira untada (com azeite ou óleo ou polvilhada com farinha), cubra com um pano de prato limpo e deixe crescer por cerca de 45 minutos.

3. Sobre uma superfície esfarinhada abra a massa com um rolo de macarrão formando um retângulo. Distribua o recheio deixando livres apenas as duas maiores bordas. Enrole como um rocambole. Aperte um pouco para unir bem massa e recheio e vedar as laterais. Com cuidado, volte para a assadeira e una as pontas; deixe todas as junções de massa viradas para baixo, em contato com o fundo da assadeira. Com uma faca afiada, faça cortes laterais na superfície da massa de fora pra dentro, mas sem chegar ao miolo. Cubra novamente com o pano e deixe crescer mais uma vez por 45 minutos ou até dobrar de tamanho.

4. Pré-aqueça o forno a 220º C. Pincele o pão com a gema e salpique a mistura de açúcar e canela. Leve a assadeira ao forno e após 10 minutos reduza a temperatura para 180º C. Mais 15-20 minutos e o pão estará pronto. Um pouco antes de tirá-lo do forno, salpique um pouco mais de açúcar e canela.

Para ter certeza que está assado, vire-o sobre uma das mãos cobertas com um pano de prato e com a outra dê umas batidinhas como quem faz “toc, toc, toc”. Se o som for oco, tá pronto. Coloque sobre uma grade e deixe esfriar.

O remédio revolucionou o sexo quando lançado, em 1998 pela Pfuzer, fica difícil saber qual Viagra escolher.

Você também pode gostar...

17 comentários

  1. Laís Carvalho diz:

    Lindão! To começando a achar que estamos compartilhando pensamentos pq hoje mesmo estive pensando num pãozinho diferente!
    Ah, o queijo deu super certo (depois dos eventuais problemas!), ficou ótimo, estou aqui esperando a coragem para usá-lo numa saladinha de beterrabas assadas!

    Beijoos

    1. Hummm… beterrabas assadas… amo! E ufa que deu certo, né!?
      Já o pão, essa massa é ótima, Lais. Assim como a do pão de castanhas e passas, ela é super fofinha e versátil. Basta equilibrar o sal ou açúcar em função da proposta e é sucesso garantido. Semana que vem virá um com recheio salgado e tomate na massa.
      Beijo!

      1. zoya ribeiro diz:

        Com certeza, deve ser gostoso, mas, p/ mimn, receita de mais de uma página, estou fora!

        1. Olá, Zoya.
          A receita está um pouco comprida em parte porque tem a explicação de como fazer o pão na panificadora e sem ela. É certo que demanda um bom tempo entre o início e o fim, mas o tempo de "mão na massa" é relativamente curto. Mas cada um tem seus gostos e disponibilidades, certo? :) Aí na barra lateral tem um campo com palavras-chave e uma delas é "rápido"; se clicar nela verá uma seleção de receitas com preparo mais rápido.
          Beijo.

  2. Cristiane Araujo de diz:

    Que delícia esse pão recheado! Muito prático e fácil. Bem parecido com o pão que faço só que em maior quantidade, mas recheado com bananas…hummmm !!!farei lógo!
    Maria, a salada pra fazer…só euzinha bem!!!Farei domingo!
    beijossss…Lu.

    1. Êba! Então, aguardo notícias na segunda!
      O pão é super prático, né?! Vou repetir a dose amanhã pra receber minha sogra e minha cunhada. :)

  3. Lucia Helena diz:

    Oi Maria, o recado anterior foi eu quem mandei. É que esqueci de trocar o endereço.
    Tchau…

  4. Lucia Helena diz:

    Maria depois de ler esta resposta não aguentei…diga pra sua sogra e cunhada que uma nora dessa é coisa rarissima!!!
    Ai, eu com uma norinha dessas me aguardando com esse divino pão!!!!Vc é muito especial!!!! Bjus…

    1. Obrigada, Lucia Helena. :) Obrigada mesmo.

  5. Pães são uma tentação para mim…amo!! ainda com doce de banana, outra delícia…haja forças!!rs…
    Bom fds…

    1. Haja mesmo, Cristina! Ontem fiz bolo com bananas e hoje farei o pão! E amanhã tem caminhada pra compensar tudo isso. rsrs
      Beijo e um belo domingo procê.

  6. Maria
    Estava eu, em casa, na sexta, me recuperando de uma pneumonia chatinha, e com vontade de comer pão gostoso e quentinho. Fiz 2 pães maravilhosos. Um com recheio de doce de banana (conforme sua sugestão) e o outro fiz com recheio de palmito, bem molhadinho… menina que loucura !!!! Comemos demais. Vou postar as fotos no blog e te aviso… merece repeteco. Beijo

    1. Ah, Flávia… que lindo poder de alguma forma participar de um momento de conforto na sua recuperação. Adorei. :)
      O de palmito deve ter ficado uma delícia. Semana que vem vou postar uma outra sugestão que fiz recentemente e que também nos acabamos de tanto comer.
      Beijo e melhoras.

      1. Oi Maria :o) que legal ver sua resposta ao meu comentário. Adoro seus vídeos.
        Meu filho comeu quatro pedaços do pão ainda quente… e ele só falava "mãe, esse é o melhor pão da minha vida" hahahahaha
        Ele tem 6 anos é um fofo
        Vou te mandar as fotos do pão pelo e-mail, se conseguir
        Bjs

        1. Deve ser um fofo mesmo, Flávia! Eu fiquei curtindo daqui. :)
          Adorei as fotos dos pães; ficaram lindos e eu babando naquele de palmito. O que mais você usou no recheio?

  7. Maria, todas essas receitas posso fazer com leite desnatado?

    Obrigada.

  8. Juliana, algumas receitas precisam do leite integral justamente pelo percentual de gordura. Mas no caso desse pão imagino que não haja problema. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.