Chucrute com salsicha (ou, comprado pronto mas especial)

chucrute com salsicha

Não fui eu que preparei. Mas enquanto me deliciava com esse prato pensava o quão simples pode ser prepará-lo e me pareceu ideal para aqueles dias nos quais queremos comer uma refeição diferente em casa e nos falta inspiração para cozinhar. Todos os ingredientes podem ser comprados prontos e servidos sem demora, bastando esquentá-los. Mas caso você queira dar um toque, há também a possibilidade de personalizar um pouquinho. Vamos aos ingredientes?!
Salsicha alemã: é composta por carnes de porco, vaca e, algumas vezes, vitela e é mais saborosa que a salsicha que costumamos consumir no Brasil. Em casa, basta aquecê-la numa frigideira ou forninho elétrico.
Mostarda: compre uma de boa qualidade e coloque na mesa para que cada um se sirva na quantidade desejada.
Chucrute: trata-se de repolho
fermentado e fatiado fininho que pode ser comprado na seção de conservas dos supermercados. O modo de prepará-lo, ensinado pela Martha e pela Ivone, é lavá-lo em água corrente para retirar o excesso de acidez e ir provando; quando estiver bom pro seu paladar, escorra. Para incrementar o sabor a dica é refogá-lo com cebola fatiada e quando estiver quente juntar fatias finas de maçã, desligar o fogo e tampar a panela pra abafá-la um pouco.

chucrute

Nesse link aqui tem um pouquinho da origem do chucrute e também uma receita para quem animar fazer em casa. E depois volta pra me contar, combinado?!

Para te ajudar nesta função, já foram 65 milhões de prescrições do .

Você também pode gostar...

5 comentários

  1. Maria, lá em casa tinha direto…minha mãe ainda comprava o chucrute pronto e refogava com um pouco de cebola, daí acrescentava cubinhos de maçã! Dilícia total!
    Um beijo!

  2. Querida, adorei seu blog!! Tou lendo os arquivos todos, hehehe.
    Sobre o chucrute, venho de família polonesa e um dia minha avó estava fazendo o tal repolho azedo em casa. Caí na besteira de erguer o pano e olhar dentro do pote a fermentação, e assim, não consigo olhar pra esse prato sem pensar "eca", hehehe.
    Mas pelo que lembro de quando comia era realmente uma delícia!!
    Beijos!

    1. Algumas associações são difícies da gente desfazer, né, Lilian?! rsrs Por sorte não me lembro de nenhuma "traumática"!
      Fico muito feliz que esteja gostando do blog e lendo tudo! O que experimentar por favor me conte o resultado. E se precisar de qualquer esclarecimento, é só perguntar! Se eu souber respondo na hora, se não, corro atrás. ;)
      Bem-vinda!

  3. Gostaria de saber onde podemos encontrar uma boa panela para fazer chucrute… daquelas que tem um funil especial para a fermentação no cozimento…

    1. Andrea, não sei lhe dar essa informação… Se estiver em São Paulo, sugiro que consulte a loja Dragonetti.
      Beijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.