Bolinho de risoto, o primo do arancini (ou, nada se perde tudo se transforma)

bolinho de risoto 03

Muitas vezes nos vemos com um restinho de comida na geladeira que ou não fica boa se re-esquentada, ou não rende o suficiente para outra refeição. E quando isso acontece em geral temos diante de nós uma bela oportunidade para descobrir novas possibilidades. Eis aqui um bom caso.

Esta receita lembra o arancine, um aperitivo de origem siciliana feito a partir do risoto e em geral recheado com queijo. Mas como um bom primo, este tem um tanto de semelhanças genéticas mas também outro tanto de diferenças. As mudanças foram as seguintes: não tem recheio, leva farinha de mandioca ao invés da farinha de rosca ou de pão, foi frito com pouquíssimo azeite ao invés da imersão como sugerem as receitas do arancini.

Eu nunca experimentei o primo dele mas tenho certeza que, assim como este, trata-se de uma saborosa opção para ser servida como entrada, acompanhando uma salada numa refeição leve ou como petisco numa tarde com os amigos.
Então da próxima vez que sobrar risoto, já sabe, né?!

bolinho de risoto 04

Ingredientes (14 bolinhos de aproximadamente 4 cm)
2 xícaras de risoto pronto (usei risoto de lula com um toque de alecrim)
1 ovo
1 colher de sopa de farinha de trigo
4 colheres de sopa de farinha de mandioca
3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado

farinha de mandioca suficiente para envolver os bolinhos
azeite ou óleo para fritar

Modo de fazer
Misture todos os ingredientes numa tigela. Prove o sabor e se necessário acerte o sal ou o tempero. Molde com as mãos (quadrado ou redondo), passe na farinha de mandioca e frite*. Retire quando estiver dourado, coloque numa travessa forrada com papel toalha para absorver parte da gordura e sirva em seguida.
(*) Você pode colocar uma quantidade pequena de óleo ou azeite numa frigideira e fritar virando o bolinho ou mergulhá-lo numa panela com óleo quente.

é o nome que sempre é usado, porém o nome do medicamento é Citrato de Sildenafil, como já havia dito.

Você também pode gostar...

10 comentários

  1. Sempre aproveito as sobras de arroz, mas ontem, com o risoto de arroz arbóreo o que ficou SHOW foi simplesmente colocá-lo na máquina de waffle!! Umas torradinhas deliciosas. No caso era com frango.

    1. Terei que experimentar essa receita, Angela! Prometo te contar o que achei! ;O)
      Beijo e obrigada pela visita e pela dica!

  2. Amei! Sempre aproveito o arroz, mas como assim nunca tinha pensado no risoto! Quero fazer um só para ter bolinho no almoço do dia seguinte, rs..

    1. Pois é, Bia, acaba sendo um grande incentivo, né?! Volta pra me contar quando fizer??
      Beijo e obrigada pela visita!

  3. Maria! Sua receita salvou minha janta de segunda-feira! Sabe quando vc chega em casa a noite, cansada e só tem as sobras do fim de semana? pois é! se transformaram em deliciosos bolinhas! e olha que eu nem gosto muito de fritura! mas os bolinhos ficaram ótimos e crocantes! ;)
    bjo!

    1. Gaia, eu não gosto de "colocar gordura pra dentro", mas acho frituras em geral uma delícia. Fico muito feliz em ter lhe ajudado de alguma maneira a tornar seu jantar de segunda mais prático e saboroso. Obrigada por voltar pra me contar!
      Beijo!! E ótima semana!

  4. Os bolinhos de risoto também ficam deliciosos e crocantes se empanados com cabelo de anjo! ;)

    1. Dreysa, que dica ótima! Dá pra fritar em pouca gordura ou tem que ser imersão?

      1. Dá pra fritar com pouca gordura, mas fica melhor em imersão, é mais rápido e doura por igual. ;)

        1. Obrigada pela resposta, Dreysa! ;*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.