Bife à milanesa

A lista pra feira estava mais enxuta naquele sábado; ainda havia em casa um pouco de frutas e legumes. Enchi a bolsa listrada e colorida e já estava a caminho do carro quando percebi um ítem que nunca tinha visto ali: limões sicilianos. Achei Limoes pqcurioso – até porque eram enormes, bem diferentes daqueles que eu comprava em supermercados na capital – e resolvi parar pra perguntar o preço. R$1 a dúzia! Na verdade era R$1,50 mas como já eram quase 11h da manhã eles estavam em promoção. Eu não precisava de limão, afinal já trazia na sacola uma dúzia e meia de limões cravo – queridinhos aqui em casa; mas eu não podia deixar passar um achado daqueles. Escolhi cuidadosamente, em meio à conversa com a mulher que os vendia, à comemoração por serem cultivados na região e aos pensamentos sobre como os usaria.

Até agora eles renderam um espaguete al limone, uma geléia e um gosto do marido. Quando pedi sugestões, ele foi rápido e saudoso: “milanesitas!“. Ele se referia ao bife à milanesa, prato que comemos quase todos os dias durante umas pequenas férias que passamos em Buenos Aires. Naqueles dias variávamos os restaurantes mas o pedido era sempre o mesmo: bife à milanesa servido bem fininho, nada engordurado e com fatias de limão siciliano, acompanhado de batatas fritas e salada de tomate e cebola – sempre a mais barata do cardápio e pela qual logo nos apaixonamos. Repeti em casa à risca, alternando apenas as batatas fritas pelas rústicas que são feitas no forno e não devem nada à outra.

Milanesa 04

Aqui está para vocês um pouco da nossa memória afetiva acompanhada de uma receita descomplicada e perfeita pra qualquer dia.

Receita para duas pessoas

Ingredientes para a saladaSalada de tomate e cebola
tomate
cebola
orégano fresco
azeite
sal

Modo de fazer a salada
Fatie a cebola em meia lua e coloque de molho em água filtrada. Reserve.

Lave, retire os cabinhos e corte os tomates em quatro ou oito pedaços (dependendo do tamanho).

Escorra a cebola, misture ao tomate, salpique sal, orégano e regue com um fio de azeite. Misture e está pronta.

Ingredientes para o bife à milanesa
2 bifes finos (usei contra-filé sem a gordura)
1 ovo misturado com duas colheres de água
farinha de trigo
farinha de rosca
pimenta do reino
sal
óleo para fritar

Modo de fazer o bife à milanesa
Separe três travessas ou pratos fundos e coloque a farinha de trigo em um, o ovo batido com uma pitada de sal e duas colheres de sopa de água em outro, e a farinha de rosca no terceiro.

Sobre uma tábua de cozinha, bata os bifes com um martelo para carne até ficarem fininhos. Tempere os bifes com sal e pimenta do reino e vamos empaná-los. Um por vez, passe os bifes na farinha de trigo – balance um pouquinho para retirar o excesso, depois na mistura de ovo – suspenda e deixe escorrer uns segundos, e por fim na farinha de rosca.

Milanesa 05
Aqueça uma panela com cerca de um dedo e meio de óleo. Fique de olho na temperatura, não deve esquentar a ponto de sair fumaça! Para testar o momento certo, coloque um pedacinho de pão: ele deverá dourar sem muita demora (dourar e não queimar!). Temperatura ajustada, frite os bifes virando-os quando dourarem o lado de baixo.

Quando a cor estiver uniforme, retire da panela escorrendo bem a gordura e coloque-os sobre papel toalha para ela absorver o máximo possível de óleo.

Sirva com limão cortado em quatro.

A receita das batatas está aqui.

(citrato de sildenafila) está indicado para o tratamento da disfunção erétil, também conhecido como azulzinho, tem revolucionado a vida sexual de muita gente.

Você também pode gostar...

12 comentários

  1. oooo delícia!!

    1. Gostou, né, marido?! ;)

  2. Camila Guedes diz:

    Isso é maravilhoso! Eu amo!!!!!! Amei pegar novas dicas!!!!!

    1. Fico feliz que tenha gostado, Camila. Essa receita já rendeu um desdobramento que logo aparecerá aqui. ;)
      Beijo!

  3. Nossa Maria, que maldade ver essa receita bem na hora do almoço!! Ainda bem que eu tb dei sorte e encontrei uns limões sicilianos bem lindos aqui em terras biriguienses! Receita mais que anotada!!

    Beijos!

    1. O que são terras biriguienses, Nayara?
      Desculpe a maldade, mas imagina eu que fico tratando foto e escrevendo post quando já não resta mais nem uma provinha da comida?! rsrs
      Beijo!

      1. Ah Maria, isso sim é que é maldade!! Ver todas essas fotos e não ter uma só provinha….
        E terras biriguienses é uma maneira como eu me refiro onde eu moro, Birigui, interiorzão de SP. Onde quase nunca a gente encontra os ingredientes que precisa ou deseja, mas sempre dá um jeito de fazer as receitas!!

        Beijo!

        1. Ah, mas essa é a verdadeira arte do rebolado, Nayara. rsrs E cá entre nós, em geral, quanto menos ingredientes tenho mais demando da criatividade e mais me surpreendo (positivamente!!) com o resultado. Mas nunca ouvi falar de Birigui; vou olhar no mapa. ;)
          Beijo!

  4. Oieeeee!
    Que maravilha de bife… Aqui em casa é o prato predileto.
    Sempre faço só no ovo e na farinha de rosca, mas vou tentar deste modo e ver a diferença.
    A novidade maior foi essa batatinha no forno. Hum… deve ser D+!!!
    Adoro seu blog.
    Beijinhos e continue assim, sempre colocando água na nossa boca.

    1. E eu tenho que experimentar só com ovo e farinha de rosca pra ver como fica, Izabel. ;) Mas se não me engano a farinha de trigo entra pra aumentar a aderência da casquinha ao bife.
      Aguardo seus comentários sobre a batata; aqui em casa somos fãs dela.
      Beijo e obrigada pela visita e pelo comentário.

  5. Lucia Helena diz:

    Oieeee Mariaaaa…faço minha as palavras do seu amor la em cima, rssssss….só que, engordaaaaa !!!! Então,o que fazer??? Faço-os assado e para que não fiquem ressecados, coloco azeite e um pouco de shoyu ao temperar e gosto de empanar com aveia em flócos, coloco pra assar em fio de azeite.Olha, aqui em casa eles adoram !!! Para quem quer uma versão lait vai a dica!
    Mas Maria, cá entre nós, esse seu bife está explêndidooooo !!!!! Bjus…

    1. Tenho que experimentar a sua versão, Lucia Helena, urgente!! Obrigada pela dica. ;*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.