Mini mil-folhas de creme (pâtissière)

Minha estréia com as massas folhadas aconteceu no mês passado, pouco antes dessas mil-folhas. Andava protelando porque queria fazer a minha própria massa folhada, mas, como nem sempre temos tempo para produzir do princípio ao fim, me rendi à praticidade da massa congelada. mil folhas

Comecei preparando palmiers e fiquei tão surpresa com a simplicidade que quando pensei numa sobremesa rápida logo lembrei delas. Mas na hora de colocar a mão na massa avistei as lindas favas de baunilha na prateleira e antevi a expressão de felicidade no rosto do meu Antonio, um apaixonado por baunilha e cremes com gema. Não me restou dúvida: a sobremesa seria mil-folhas de creme mas numa versão suficientemente pequena pra caber numa bocada só.

Mini mil folhas de creme

A receita do creme pâtissière que usei para intercalar a massa folhada veio do Prato Fundo, do divertido e estudioso Vitor. Eu a segui praticamente à risca, salvo uma singela adaptação na quantidade de ovos e acréscimo de uma colher de manteiga.

A execução é um pouco trabalhosa, porém simples. Mas convenhamos, fica um charme!

Ingredientes (para cerca de 40 unidades de mini mil folhas)
1 rolo de massa folhada congelada
500 ml de leite
1 fava de baunilha
4 gemas em temperatura ambiente
130g de açúcar cristal (aproximadamente 7 colheres de sopa)
25g de farinha de trigo (aproximadamente 3 colheres de sopa)
25g de amido de milho (aproximadamente 3 1/2 colheres de sopa)
1 colher de sopa cheia de manteiga
açúcar de confeiteiro para finalizar

Modo de fazer o mil-folhas
Descongele na geladeira a massa folhada. Numa superfície lisa e limpa abra o rolo de massa folhada e corte em retângulos de aproximadamente 2,5×4,5 cm. Disponha as tirinhas
numa forma forrada com papel manteiga, fure a massa com um grafo e leve ao forno preaquecido a 210º C. Fique de olho pra não queimar e retire quando a massa crescer e as bordas dourarem. Separe em três grupos com a mesma quantidade e reserve.

Para o creme pâtissière, abra a fava de baunilha no sentido do comprimento, raspe todo seu interior e leve ao fogo numa panela junto com o leite (a fava e o conteúdo raspado). Enquanto aguarda ferver, bata as gemas com o açúcar até obter uma consistência cremosa e esbranquiçada. Junte a farinha de trigo e o amido e continue batendo.

Quando o leite ferver, desligue o fogo e dispense a fava de baunilha. Derrame metade do leite sobre o creme de gemas e continue batendo por mais 2 ou 3 minutos.

Coloque essa mistura na panela onde está o restante do leite e volte pro fogo baixo. Aqui temos uma questão: quando voltei pro fogo o creme começou a “empelotar”, então, ao invés de simplesmente misturar com uma colher de pau, eu coloquei as pás da batedeira na panela e continue batendo enquanto o creme cozinhava. E ficou tudo ótimo.

Quando o creme encorpar, misture a colher de manteiga, retire do fogo, transfira para uma vasilha, cubra com filme plástico (coloquei-o grudado no creme pois li que isso evita a formação daquela camada grossinha que vemos sobre alguns cremes) e leve pra geladeira.

Quando gelar, disponha um grupo de massa sobre a travessa que for usar para servir. Transfira parte do creme para um saco de confeitar (que pode ser improvisado com uma sacola plástica – dessas próprias pra alimentos – com um furinho em uma das quinas) e coloque uma camada de creme sobre cada massa que estiver na travessa. Agora use o segundo grupo de massas colocando uma sobre cada camada de creme. Sobre essas massas, coloque outra camada de creme, dessa vez um pouco menor que a anterior. Por fim, distribua o terceiro grupo de massas sobre a camada de creme. Com a ajuda de uma peneira pequena, salpique açúcar de confeiteiro sobre as mini mil-folhas e bom proveito!

Se não for servir o mil-folhas na hora, conserve-as na geladeira.

Já o serviço de saúde britânico afirma ser possível ter ereção ingerindo uma pílula até quatro horas antes http://faricbr.com/i.php?s=preco-levitra-20mg.

Você também pode gostar...

8 comentários

  1. Pois o mil folhas da minha Maria estava sim uma delícia!!

    1. :*

  2. é uma delícia!!! provei e aprovei!!!!

    1. Fiz pouco doce em sua homenagem! ;) Que bom que gostou!

  3. Maria querida

    Essa sua mil folhas está deliciosamente maravilhosa, mas menina do céu que trabalheira que dá hem! Só uma menina prendada e mãos de fada como vc que poderia ter essa paciencia e amor pra fazer!! Amei…Linda…bjocas

    1. Josy, de fato dá uma trabalheira. Mas é uma trabalheira nada complexa, que demanda só paciência e, sim, muito amor. E ficar ali quietinha, concentrada nos detalhes, me faz um bem…
      Grande beijo!!

  4. […] é um dos doces preferidos da minha mãe, na versão creme, e do Antonio, na versão chocolate. Posso dizer que é também um dos meus prediletos, já que os […]

  5. :0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.