Costelinha com cachaça, limão e batata-doce na panela de barro

Basta eu comprar uma costelinha pra automaticamente lembrar daquela com molho de laranja e barbecue. Fazer o quê se me apaixonei, né?! Mas aí lembro de você, leitor, e do fundo da minha alma tiro forças para experimentar um novo tempero e uma nova roupagem pra este corte tão delicioso que algum porquinho gentilmente nos presenteou.

costelinha caipirinha 03 dourar

Para começar a pensar em qual seria esse tempero, recorri a um dos ingredientes que nunca faltam na minha casa: o limão. Carne de porco… limão… talvez flambar na cachaça… e automaticamente pensei: um tempero inspirado na caipirinha! E assim foi; a combinação que funciona tão bem na mesa, funcionou também na panela.

Para acompanhar, apostei na batata doce que casou perfeitamente com o sabor. O pouco que sobrou virou molho para espaguete, mais ou menos como esse daqui. Mas se vocês estiverem inspirados, podem fazer sua própria massa e usar o que restou – se é que restou – recheando um ravióli.

Costelinha com cachaça, limão e batata-doce na panela de barro

Rendimento
serve duas pessoas

Ingredientes
6 costelinhas
25 ml de cachaça
suco de 1 limão
4 colheres de sopa de açúcar mascavo
3 colheres de sopa de óleo
1 colher de sopa de manteiga
1 batata-doce cortada em pedaços ou fatias grossas
3 ramos de alecrim
6 folhas pequenas de hortelã
pimenta-do-reino esmagada
pimenta-jamaica inteira
sal
água fervente

costelinha caipirinha 06 etapas

Modo de fazer a costelinha com cachaça
Espalhe pela costelinha a pimenta-do-reino esmagada e deixe-a marinando por algumas horas no suco de 1/2 limão (eu deixei da noite pro dia). Na hora do preparo, retire a costelinha da geladeira e tempere com sal.

Aqueça o óleo e a manteiga em uma panela de barro e 250ml de água noutra panela.

Distribua pelas costelinhas duas colheres de sopa de açúcar mascavo e frite-as sem pressa na panela de barro. Vire-as até que estejam douradas por igual.

Junte a cachaça e, com cuidado, flambe. Mexa delicadamente para espalhar o fogo e aguarde até que ele se apague.

Acrescente o restante do açúcar, o que sobrou da marinada, o suco da outra metade do limão, a pimenta-jamaica, o alecrim, a hortelã e os 250ml de água fervente.

Diminua a chama do fogão e tampe a panela. De tempos em tempos, vire as costelinhas e cheque o caldo, que não deverá ser um ensopado mas também não deve secar; quando necessário, coloque um pouco mais de água fervente, sempre em quantidades pequenas, como uma xícara, por exemplo.

Depois de 2 a 3 horas, experimente o tempero e, se precisar, acerte o sal. Cheque também o ponto da carne e quando estiver bastante macia, mas ainda não desmanchando, junte a batata-doce e deixe cozinhar até que ela esteja macia.

E não esqueça de continuar colocando água sempre que necessário! Ao final, a ideia é termos um molho bem encorpado, caramelado. Bom apetite!

Graças a esse monstro chamado de impotência sexual ou de disfunção erétil .

Você também pode gostar...

22 comentários

  1. Socorro, que delíciaaaa! Preciso fazer esta costelinha, adorei!

    1. Costelinha é tudo de bom, né, Luciana?! Por mim comeria toda semana!
      Neste caso acho que o açúcar deu um toque especial; adoro um caramelado… Se experimentar, não esqueça de me contar, hein?! ;)
      Beijo e ótima semana!

  2. Que delícia! Agora que estou de dieta, só posso ficar vendo e salivando. E o pior que tenho uma peça de costela na geladeira, que está congelada à espera de se tornar light :-(
    Adorei a invenção, vai para meu "caderninho de receitas" :-)
    Bjs!

    1. É muito calórica, Adriana? Digo, não dá pra encarar um pedacinho com uma farta salada? Eu sei que tem bastante gordura mas meu marido, por exemplo, tira tudo antes de comer (eu particularmente acho um pecado!). E no final de semana, não vale uma "escapadela"? ;)
      Beijo, beijo!

  3. Maria querida, adoro vir nessa sua cozinha, se quero fazer uma carne de porco, acho aqui a melhor, se quero uma massa, aqui tem várias, se quero um brownie, é só procurar aqui que acho o mais gostoso. Sua cozinha é um verdadeiro dicionario culinário. Amo vir aqui amiga e me apaixonei por esse prato. Lindamente delicioso… bjocas uma linda semana pra vc.

    1. Ai, Josy, cada vez que leio um comentário seu tenho vontade de atravessar a tela e lhe dar um beijo estalado na bochecha. :) Muito, muito obrigada por todo carinho!

  4. Essa costelinha é a cara do meu marido, Maria – ele AMA! Vou fazer pra ele. :D

    1. Espero que ela arranque dele tantos suspiros quanto arrancou do meu marido, Pat! ;) Depois me conta!
      Beijão!

  5. nossa, babei!!

    1. Seca aí, Ig, senão vai manchar alguma foto sua. :P

  6. fatima diz:

    ANA VOU FAZER ESTA COSTELINHAAAAAAAAAAA
    TO COM ÁGUA NA BOCA,
    É TUDO DE BOM,
    OBRIGADA QUERIDA ADOROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO♥
    BJUSSSSSSSSSSSSS UMA QUARTA FEIRA ABENÇOADA
    PRA VC E TODA SUA EQUIPE♥
    BJUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS♥

    1. Obrigada, Fátima! E depois que experimentar, volta pra me contar o que achou, combinado?!
      Beijo,
      Maria.

  7. celialice diz:

    Méri, que fotos lindas… vontade de me servir a partir delas…

    1. Fique à vontade, mãe! ;) Você é sempre minha convidada!

  8. Oi, Maria! Tudo bem?

    Mais uma vez, o Bom de Humor citou uma de suas receitas no Portal. Fizemos uma matéria sobre como reaproveitar as delícias de Páscoa e sua ideia de torta de bacalhau caiu como uma luva!
    http://www.bomdehumor.com.br/materia/3214-Reaprov

    Espero que goste!
    Beijos

    1. celialice diz:

      Parabéns maria por estar transitando por outros portais!

  9. Maria…tô fazendo a costelinha nesse momento!

    1. Aguardo notícias da sua cozinha! Espero que goste (muito)! :)

  10. quero uma agoooora!

    1. Daqui a umas horinhas pode estar pronta. ;)

  11. Ângela Coelho diz:

    Já fiz várias vezes a sua receita de costelinha, é campeã, tds adoram, no inicio seguia a receita tal e qual, depois comeicei a ficar abusada…rsrs, em uma das versões não coloquei o açucar no preparo, mas depois de pronta coloquei um pouquinho de geleia de pimenta por cima, servi com quinua, amêndoas em lascas e abacaxi passado no coco e flambado na cachaça.

    1. Nossa, Ângela, deve ter ficado incrível! O abacaxi, em particular, me seduziu. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.