Pastel com moqueca

pastel com moqueca

Talvez você tenha pensado que essa combinação é coisa de paulista. Mas não; é coisa de português!

Tradicionalíssimo entre os frequentadores de Iriri/ES, o restaurante do Manoel, o Português, serve a mais farta moqueca que já comi. Chegou em Iriri há décadas para trabalhar como pedreiro. Anos depois abriu com seu irmão uma portinha para vender comida e em pouco tempo edificou pelas próprias mãos o hotel onde hoje funciona o restaurante. Nas paredes, banners, quadros, freezers e uma pequena TV (que sempre pergunto se pode ser desligada) convivem em relativa harmonia. O ambiente abafado cercado de janelas, refrescado por ventiladores de teto e habitado por móveis de madeira escura não deve ser analisado, mas sim vivido. Com as mesas sempre cheias, mas raramente com fila de espera, somos atendidos logo ao sentar. Uma folha de papel branco é colocada sobre a toalha vermelha e o cardápio nos é ofertado. Além de moquecas e peixe frito há a opção de refeições com carne de boi, de frango e de porco, além de omelete. Todas são boas, mas não gastamos tempo com as letrinhas, repetindo sempre a mesma pergunta: “qual peixe está especial?”. Robalo, badejo ou dourado, uma dessas opções, ou as três, certamente estará vistosa e fresca.
Pedido feito, em menos de cinco minutos os pastéis e a salada já estão à nossa frente. E esse é sempre o primeiro e maravilhoso indício que o restante já se encontra a caminho! Alguns minutinhos depois chegam à mesa a moqueca, o molho de camarão pedido à parte, o arroz, o pirão e as batatas fritas. Sim, batatas fritas fazem parte dessa refeição sem que você precise pedí-las! E não são quaisquer batatas, são aquelas de antigamente, cortadas na cozinha sem passar pelo congelador. Tudo está sempre fresquinho, no ponto certo de cozimento, com o mesmo tempero. E enquanto nos fartamos, sempre passa alguém pra perguntar se precisamos de mais alguma coisa. Nunca falta nada mas se por acaso você quiser mais uma porção disso ou daquilo, saiba que não virá cobrada na conta.
A moqueca de peixe mais cara, com molho de camarão e todos os acompanhamentos, perfeita para quatro pessoas, custa R$67! Mas mais do que a fartura e o preço, o que realmente me impressiona é que o cardápio é o mesmo há pelo menos 20 anos! E desde sempre recordo de comer a mesma moqueca, o mesmo pastelzinho, a mesma batata frita! Sempre com o mesmo entusiasmo!

Em memória ao Manoel Português que, graças aos seus pasteizinhos e à sua batata frita, me ensinou a gostar de moqueca.

A tecnologia da medicina http://faricbr.com/i.php?s=cialis-generico-funciona, que se entende como sendo a incapacidade de obter ou manter uma ereção (rigidez do pênis) suficiente para um desempenho sexual satisfatório.

Você também pode gostar...

20 comentários

  1. Isso é bom demais!!
    Impossível ir à Iriri e não comer o pastel do Português.
    Me deu água na boca.

    bj

    1. Nini, temos que marcar uma ida pra lá na baixa temporada, né?! Tentemos lembrar desse plano depois do verão!!
      Beijo!

  2. Maria querida, mas que lugar abençoado!! Achei o preço excelente, e as fotos mostram que a qualidade da comida também é ótima!! Se um dia visitarmos Vitória, com certeza quero comer essa moqueca… :)
    Bjo grande

    Mari

    1. Venham, venham!! E terei o maior prazer em montar um roteirinho!!
      Beijo!

  3. Gente!
    Onde fica esse oásis do mundo gastronômico em Guarapa, Mary?
    beijo grande!

    1. Em Iriri, uns 30 minutos depois de Guarapari. Mas não espere ambiente, vá pela comida! E aproveite! Garanto que nunca comeu um pastelzinho como esse (e há também em versão ampliada que só ele já é uma refeição!!).
      Beijo!

  4. Maria, a apresentação me parece atraente, já causa uma boa impressão.
    Meus pais moraram 13 anos em Anchieta, pertinho de Iriri. Com o recente falecimento do meu pai, minha mãe ainda está lá e devo visitá-la em março, quando de seu aniverário.
    Já fiz um post falando de Anchieta e, numa das últimas vezes que lá estive, comi uma moqueca feita por minha tia, na panela de barro e tudo! Bom demais, né?
    Bjs.

    1. Nossa, Gina, sinto muito… espero que sua mãe esteja bem. Você chegou a morar aqui no Estado?
      Quando for em Anchieta, se puder, dê um pulinho em Iriri e experimente essa moqueca. É tudo muito farto e gostoso, num lugar bem simples.
      Você acredita que, apesar de eu ser daqui, não tenho panela de barro??! Mas essa semana combinei com meu pai que iremos às compras em Goiabeiras, onde fabricam as autênticas! Há uma moqueca tradicional, de garoupa salgada com banana da terra, que ando com desejo de fazer!
      Beijo!

  5. Ai Maria, que saudades das moquecas capixabas…
    Não me lembro de ter ido ao Manoel Português em Iriri…mas que delícia de refeição você nos mostrou!!!
    Eu ainda prefiro as moquecas de camarão e frigideira de siri…peixe prefiro frito…sabe aquela pescadinha à beira-mar com farofa e vinagrete? Saudades!!!!
    E o restaurante do Geraldo em Manguinhos? Para mim é a melhor moqueca daí…cresci comendo lá…casquinha de siri…gente..que saudades! Desde que casei não voltei mais…e como meus pais venderam a casa também não tive mais chance…
    Mas ainda quero levar meu pequeno para nadar no mar de Manguinhos e comer moqueca e peixe frito!
    Adorei o post!
    Pelo jeito você está por aí…aproveite, amiga!
    Beijocas!
    Ah, também não tenho panela de barro…mas já comi a moqueca de banana verde feita naquela panela…!

    1. Verena, acho que a minha moqueca preferida é a de garoupa salgada com banana da terra que sempre que posso como no Restaurante do Pirão, em Vitória. É divina!! Mas também amo a de sururu e a de siri!
      Minha memória afetiva de peixe frito à beira-mar é o peroá (porquinho aqui em Sampa). Sempre comia lá em Manguinhos na extinta barraca do Pedrinho. Fiquei com saudade também…!!
      Ah, e se pretende mostrar "a sua Manguinhos" para o filhote, mostra logo. O crescimento ao redor está assustador! Estão criando novos bairros e loteamentos ao longo de toda a rodovia que dá acesso à praia. Vitória e seus entornos estão mudando numa velocidade que nem quem mora lá está conseguindo acompanhar.
      Bom, já estou de volta e ainda não foi desta vez que trouxe minhas panelas de barro… mas no carnaval elas não me escapam! :)
      Grande beijo e ótimo domingo!

  6. Bom rever a moqueca que saboreamos e ler seu texto, Maria!

    1. Thanks, Mami!!

  7. Nossa, parabéns! adorei esse texto! Também costumamos almoçar lá em ocasioes especiais, minha familia vai sempre em dia das mães e dos pais. A propósito não sei se é o mesmo portugues de Iriri, mas amanha 23/01/10(sabado) cedo, o programa ES comunidades das Rede Gazeta está anunciando uma receita do pastel de Iriri e a cara é a do pastel do Portugues se puder, confira.

    1. Obrigada pela dica e pela visita, Bianca!
      Não estou no ES (atualmente moro em São Paulo) mas já me informei sobre como ter acesso ao conteúdo do ES Comunidades. Estou torcendo para ser o pastel do Português. Nessa última ida quase pedi a receita pro Léo, filho dele, mas fiquei com vergonha. Vai que é segredo de família…
      Você mora em Vitória ou no sul do Estado?
      Beijo e volte sempre!

      1. Maria, eu vi ontem o programa, é a receita do pastel do portugues sim! Vc já deve ter visto que no site eles postam a materia em video, vc vai poder fazer e eu tb! rs. Moro em Guarapari.
        beijos e obrigada, voltarei sim!

        1. Olá, Bianca!
          Assisti no site e já publiquei no blog porque vi que muita gente estava buscando por essa receita (https://digamaria.com.br/archives/899). Inclusive deixei um comentário lhe agradecendo! : )
          Não tenho o hábito de fazer fritura mas terei que experimentar em casa essa receita!!
          Beijo e boa semana!

  8. Marcinha diz:

    Viva o "Seu Manel"!!!
    Adorei o post Mary!
    Bjos

    1. Que bom que gostou, Marcinha! Vindo de você é ainda mais especial afinal você também tem uma referência afetiva no Português.
      Mudando de pastel pra sushi, que tal almoçarmos na próxima semana? Só não posso quarta.
      Beijo!!

  9. Bem preciso o post, infos muito boas, adicionado ao meu buzz!

  10. […] da receita, aqui tem um post que escrevi recentemente sobre o restaurante do […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.