Nhoque de ricota com molho de manteiga

Nhoque de ricota com molho de limão e manteiga gnocchi

Mais uma vez fui conquistada pela imagem; dessa vez ela estava numa seleção de receitas de nhoques e bolinhos que a Saveur fez. A foto introduz uma receita vegetariana de nhoque de ricota tradicional da Córsega e que leva acelga em sua composição. A folha estava em falta na minha casa e na quitanda próxima e decidi alterar um pouco a essência da receita substituindo a acelga por sálvia e alecrim; acrescentei também tiras de lugumes salteados na manteiga para acompanhar. Uma refeição e tanto! Saborosa e muito prática já que o nhoque é moldado na mão e num tamanho maior do que usualmnete comemos e, como todos os outros nhoques qua já fiz, pode ser congelado e depois levado direto à água fervente.

Nhoque de ricota com molho de limão e manteiga gnocchi

Uma receita de nhoque de ricota repleta de facilidade e sabor.

Sua textura – ao contrário de outra receita que há anos experimentei – é macia e seu sabor suave é incrementado pelo molho de manteiga com limão. Ainda provarei a versão com acelga, mas, por enquanto, estou muito feliz com esse variação.

Ingredientes para cerca de 15 nhoques de ricota
1 ramo de alecrim desfolhado e picado
10 folhas de sálvia picadas
1 ½ xícara de ricota (em pedaços e não apertados)
4 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente
4 gemas
1 ½ xícara de farinha de trigo
2 dentes de alho espremidos
½ colher de chá de sal refinado
pimenta-do-reino moída na hora a gosto

para o molho
4 colheres de sopa de manteiga
1 ou 2 colheres de sopa de suco de limão (dependendo da quão ácido estiver)
sal e pimenta-do-reino a gosto

para o acompanhamento (opcional)
1 cenoura média
1/2 abobrinha média
manteiga
sal a gosto

Nhoque de ricota com molho de limão e manteiga gnocchi

Modo de fazer
Coloque numa vasilha todos os ingredientes do nhoque e misture com as mãos até obter uma massa homogênea. Molde os nhoques em formato de quibe com cerca de 6 a 7 cm de comprimento.

Se quiser congelar, disponha os nhoques em uma travessa ou tabuleiro e leve-os ao congelador, sem que encostem uns nos outros. Quando estiverem congelados, transfira-os para uma sacola plástica para alimentos e mantenha no congelador até a hora de usar.

Eu optei por clarificar a manteiga, um processo que nada mais é do que retirar os resíduos de água e sólidos do leite. Com isso a manteiga suporta temperaturas mais altas sem queimar e pode adquirir um sabor e uma coloração mais amendoada. O modo de fazer é muito simples: basta colocar a manteiga numa frigideira em fogo baixo e, controlando a chama para não deixar a manteiga queimar, aguardar a formação de uma espuma na superfície. Retire e descarte a espuma e pronto. O Vitor, do Prato Fundo, preparou um vídeo mostrando como se faz para clarificar a manteiga. Reserve a frigideira com a manteiga clarificada.

Para cozinhar, estando o nhoque congelado ou não, coloque bastante água para ferver numa panela e acrescente sal. Quando levantar fervura, coloque alguns nhoques, sem exagerar para não esfriar a água. Quando subirem à superfície, retire-os com uma colher furada e coloque os nhoques num prato ou travessa. Repita o processo até cozinhar todos os nhoques.

Aqueça a frigideira com manteiga clarificada. Acrescente o suco de limão, misture e tempere com sal e pimenta a gosto. Experimente e acerte as quantidades se achar necessário. Passe os nhoques rapidamente por essa mistura, virando-os apenas uma vez. Transfira-os para uma travessa ou para os pratos, regue com o restante do molho de manteiga e limão e sirva.

Para preparar os acompanhamentos, corte os legumes em tiras com aproximadamente 6-7 cm de comprimento e cerca de 0,7 cm de altura e largura. Tempere com sal e pimenta a gosto e leve ao fogo, salteando na manteiga até que fiquem al dente. Sirva junto com o nhoque.

Dica
Não demore para servir o nhoque pois quando esfria ele se torna um pouco massudo.

Monstro pois é algo que bota muito medo quando se trata da auto estima masculina , embora em menor quantidade, também é usado em remédios que combatem a hipertensão pulmonar.

Você também pode gostar...

29 comentários

  1. Danusa diz:

    Hmmm!
    Adoro invenções com ricota. Me sinto tão magra… rs

    1. ahahaha Essa foi ótima, Danusa! Essa receita não é assim tão light, mas, na minha opinião, vale cada caloria ingerida! Se fizer, me conte.
      Beijo!

  2. Paula Coelho diz:

    Hum…to louca para experimentar! Acho que deve ser mais light do que o nhoque de batata – que eu amoooo! – Vai ser uma ótima pedida para o almoço de domingo!

    1. Paula, além desse de ricota e do de batata, aqui no DigaMaria você encontrará outras receitas de nhoque como o de banana-da-terra, o integral com inhame, o de grão-de-bico… Espero que curta todos! E volte pra contar. ;)

  3. Paula Coelho diz:

    Ah!!! Será que se fizer o formato tradicional do nhoque fica bom?

    Bjs.

    1. Paula, eu fiz novamente essa receita nesta semana e aproveitei para moldar alguns no formato tradicional que, ao contrário das receitas com batata, não precisa fazer rolinhos para cortar, você pode enrolar na mão como um brigadeiro. Porém os congelei e ainda não provei. Sugiro que quando fizer a massa, molde um pequeno, coloque num pouco de água fervente e experimente o resultado antes de fazer os outros. Mas é tão prático fazer desse tamanho… além de charmoso! ;)

  4. Olá!
    Experimente acrescentar na receita do nhoque, espinafre e nozes…
    Faço sempre por aqui e fica ótimo!
    Bjs

    1. Adorei a ideia das nozes, Sumaia. Obrigada pela sugestão; experimentarei na próxima vez que fizer. :)
      Beijo!

  5. lenina diz:

    Uau, vou experimentar! Adorei a receita.

    1. Mande notícias quando provar, Lenina! Espero que adore o resultado. :)

  6. ludmylla diz:

    Lia, gostei tanto da receita que pretendo repetir a dose para o Hamilton provar no domingo! Obrigada!!

    1. Torço para que o Hamilton goste tanto quanto nós gostamos! :)

  7. Oi Maria, brigadim pelo link! :D Um nhoque que está na lista de tentar é de berinjela! Quando fui no ak/vila da Andrea experimentei um e desde então fiquei na vontade de tentar, heheh

    De ricota é ótimo, né? Fiz na faculdade, heheh :D

    1. Eu que agradeço o conteúdo, Vitor. :)

      Fiquei muito curiosa com esse nhoque de berinjela! A base é batata? Já fiz de grão-de-bico, de banana, de inhame… mas de berinjela nunca nem ouvi falar. Conta mais!! (já pensei num sal defumado para compor o sabor…)

  8. Adorei Maria… ficam parecidos com quenelles, gosato muito do formato, é mais prático e o visual fica muito melhor.
    Com certeza uma receita a ser reproduzida por aqui!
    Bjuss!!!

    1. Concordo plenamente, Rachel, esse formato é mais prático e mais fotogênico. Me conta quando reproduzir na sua cozinha? Espero que goste muito!
      Beijão!

  9. E como fazer com acelga? Fiquei interessada, tenho uma acelga na geladeira, esperando por uma receita original.

    1. Oi, Lili!
      A receita com acelga está nesse link, em inglês: http://saveur.com/article/recipes/corsican-chard-cheese-dumplings. Mas se tiver qualquer dificuldade para entender, cole o link no Google Translator. ;) Volta pra me contar se experimentar essa versão?
      Beijo!

  10. Mônica diz:

    Maria, fiz á Granola.Ficou deliciosa!
    Fiz o Nhoque de banana da terra.Ficou delicioso!
    Agora vou fazer esse Nhoque.

    Bjs

    1. Quanta notícia boa num comentário só, Mônica! Obrigada! Que você e seus convidados se deliciem muito com receitas daqui e com todas as outras que suas mãos quiserem executar. Grande beijo.

  11. Eu fiz, mas como estou de dieta, substituí as 4 gemas por 1 ovo inteiro e reduzi a farinha de trigo para 1/2 xícara e 2 colheres de maisena, e usei só 1 colher (sopa cheia) de manteiga; troquei a sálvia por orégano (pk aqui não tinha sálvia mesmo). Fiz para experimentar e deu certo, ficou delicioso, fácil de modelar e creio que menos calórico. Foram adaptações necessárias por problemas de saúde graves, e deu certo. O restante eu segui como a receita manda. Nota 10.

    1. Gostei de ver, minha xará! Não é todo dia que a gente se dispõe a tantas adaptações numa receita, e mais, ainda tem sucesso com elas! Tenho alguns nhoques de ricota congelados mas experimentarei sua versão mais light na próxima vez que eu fizer. Minha mãe agradece. rs
      Beijo e obrigada por compartilhar conosco. :)

  12. Júlia diz:

    Maria! Acabei de testar a receita e amei! Como não gosto muito de alecrim e não achei sálvia, substituí por hortelã e manjericão. Fez o maior sucesso aqui em casa!
    Beijo!

    1. Ah! Que alegria, Júlia! O manjericão com o limão do molho deve ter ficado uma delícia também. Deu fome. rs
      Beijão e obrigada por vir me contar.

  13. Andrea diz:

    Oi Maria!!mudei um pouco sua receita,mas ficou ótima…coloquei um punhado de espinafre picado,e como erva,usei manjericão.Diminui a quantidade de manteiga,usei 2colheres, e coloquei noz moscada e 2 x de farinha.Usei como molho passeata de tomate C azeite,alho e manjericão.Pode até ser outra receita,mas foi C sua inspiração!!!E ficou muito bom!!!

  14. fiz um curso de culinaria ha tempos atras e a professora nos falou que batata nao se congela. Procede?

    1. O nhoque de batata pode ser congelado tranquilamente, mas a batata em si não funciona. A textura dela fica aguada e estranha.

  15. Adoro nhoque o simples mesmo, mas esse seu é de salivar sem parar, deve ficar uma delícia.
    Vou experimentar essa receita!
    Abraços.

    1. Experimente e me conte depois. A dica é: coma enquanto ainda está bem quentinho. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.