Costelinha com cachaça, limão e batata-doce na panela de barro

25 de abril de 2011 20 Comentários por Maria

Basta eu comprar uma costelinha pra automaticamente lembrar daquela com molho de laranja e barbecue. Fazer o quê se me apaixonei, né?! Mas aí lembro de você, leitor, e do fundo da minha alma tiro forças para experimentar um novo tempero e uma nova roupagem pra este corte tão delicioso que algum porquinho gentilmente nos presenteou.

costelinha caipirinha 03 dourar

Para começar a pensar em qual seria esse tempero, recorri a um dos ingredientes que nunca faltam na minha casa: o limão. Carne de porco… limão… talvez flambar na cachaça… e automaticamente pensei: um tempero inspirado na caipirinha! E assim foi; a combinação que funciona tão bem na mesa, funcionou também na panela.

Para acompanhar, apostei na batata doce que casou perfeitamente com o sabor. O pouco que sobrou virou molho para espaguete, mais ou menos como esse daqui. Mas se vocês estiverem inspirados, podem fazer sua própria massa e usar o que restou – se é que restou – recheando um ravióli.

Costelinha com cachaça, limão e batata-doce na panela de barro

Rendimento
serve duas pessoas

Ingredientes
6 costelinhas
25 ml de cachaça
suco de 1 limão
4 colheres de sopa de açúcar mascavo
3 colheres de sopa de óleo
1 colher de sopa de manteiga
1 batata-doce cortada em pedaços ou fatias grossas
3 ramos de alecrim
6 folhas pequenas de hortelã
pimenta-do-reino esmagada
pimenta-jamaica inteira
sal
água fervente

costelinha caipirinha 06 etapas

Modo de fazer a costelinha com cachaça
Espalhe pela costelinha a pimenta-do-reino esmagada e deixe-a marinando por algumas horas no suco de 1/2 limão (eu deixei da noite pro dia). Na hora do preparo, retire a costelinha da geladeira e tempere com sal.

Aqueça o óleo e a manteiga em uma panela de barro e 250ml de água noutra panela.

Distribua pelas costelinhas duas colheres de sopa de açúcar mascavo e frite-as sem pressa na panela de barro. Vire-as até que estejam douradas por igual.

Junte a cachaça e, com cuidado, flambe. Mexa delicadamente para espalhar o fogo e aguarde até que ele se apague.

Acrescente o restante do açúcar, o que sobrou da marinada, o suco da outra metade do limão, a pimenta-jamaica, o alecrim, a hortelã e os 250ml de água fervente.

Diminua a chama do fogão e tampe a panela. De tempos em tempos, vire as costelinhas e cheque o caldo, que não deverá ser um ensopado mas também não deve secar; quando necessário, coloque um pouco mais de água fervente, sempre em quantidades pequenas, como uma xícara, por exemplo.

Depois de 2 a 3 horas, experimente o tempero e, se precisar, acerte o sal. Cheque também o ponto da carne e quando estiver bastante macia, mas ainda não desmanchando, junte a batata-doce e deixe cozinhar até que ela esteja macia.

E não esqueça de continuar colocando água sempre que necessário! Ao final, a ideia é termos um molho bem encorpado, caramelado. Bom apetite!

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário

Os Campos com * são obrigatórios. Mas não se preocupe, seu e-mail não será divulgado.