Bacalhau fresco

bacalhau

Peço desculpas pela foto mas não podia deixar de postar essa receita tão deliciosa e bobinha. Da primeira vez que fiz não sobrou nada pra foto; da segunda me preparei para fotografar antes do jantar e… apagão bem na hora que servi!! Então a receita veio com uma foto meramente ilustrativa. Mas não desanimem por isso, garanto que vale a pena!

A história desse bacalhau começa assim:

Era vez uma mulher que não ligava a mínima para bacalhau. Um dia, fazendo compras para o jantar, ela viu pela primeira vez um filé de bacalhau fresco e pensou “vou experimentar!”. Ao chegar em casa contou a novidade ao marido que respondeu fazendo pouco caso:

– “Não gosto de bacalhau.”

– “Mas esse é diferente”, ela insistiu.

– “Não gosto. Mesmo.”

Não se dando por vencida, ela foi pra cozinha, regou generosamente uma frigideira grande com zeite, acendeu o fogo baixo e colocou os filés de bacalhau*, fatias finas de cebola, lâminas de alho e um pouquinho de pimenta caiena. Esperou uns minutinhos, virou os filés, tampou a frigideira e deixou em fogo bem baixo. Quando achou que estava bom, desligou o fogo e anunciou:

– “Ficou uma delícia! Nem parece bacalhau!”

– E o marido respondeu “Não gosto.”

“Ok”, ela pensou. Preparou dois fartos pratos de salada verde. No dela acrescentou uma torrada fininha de pão italiano, molho Horseradish (Heinz) e o bacalhau com as cebolas e o alho. Já sentados para jantar, ele olha para o prato dela e diz:

– “Que bonito… Posso provar?”

– “Pode, claro.”, responde ela sentindo um gostinho de vitória.

Ele experimenta e acrescenta:

– “Humm… tem pra mim??”

E daquele dia em diante o casal passou a gostar (muito!) de bacalhau fresco.

(*) Passei um pouco de sal e umas gotinhas de limão antes de levá-los à frigideira.

Dicas: os filés ficam uma delícia mas também já servi desfiadinho sobre torradas com o molho Horseradish (Heinz) num lanche. Acho que azeitonas combinarão muito bem se colocadas durante o cozimento. Já pensei em passas também… enfim, idéias não faltam! E na próxima, se não houver outro apagão, fotografo e posto para vocês!

Esse molho é à base de raiz forte e fica delicioso com peixe, salada, sanduíche…

Foto: Edson Reis/ Usina de Imagem

Esse remédio ou suplemento, tem a função de ajudar o homem a resolver esse problema , e de certa forma a sua parceira ou parceiras sexuais.

Você também pode gostar...

8 comentários

  1. Gostei mesmo e daí!!! :)

    1. Assumindo publicamente! Quanta honra! ;)

  2. Olá

    Tudo bem com você?

    Eu sou a Viviane Cavalcante, do Cyber Cook. Estou lhe escrevendo para dizer que o Diga Maria será citado em nossa sessão recem criada chamada "Aqui tem Comida da Boa", onde nossa equipe irá regularmente fazer a indicação de blogs que tratam sobre culinária e que tenham a qualidade necessária para que possamos indicá-los aos nossos visitantes.

    Para nós é um grande prazer poder realizar esta indicação, pois só assim atingimos nosso objetivo principal que é divulgar a culinária de boa qualidade para todos na web.

    Caso você deseje colocar o selo em seu blog, acesse este link e cole o código do selo escolhido em seu blog. Lembre-se que este endereço é exclusivo para o seu blog, pois nele tem o link que aponta para a página do Cyber Cook que está a indicação.

    Parabéns e, qualquer dúvida, entre em contato comigo direto pelo Suporte Cyber Cook, sem problemas.

    1. Muito obrigada pelo reconhecimento, Viviane! Já inseri o selo no blog!

      Um abraço!

  3. Maria, querida!
    Eu já fiz algumas vezes bacalhau fresco e também foi um sucesso! Já fez em papelote? Fica tão bom e não faz muita meleca no forno!
    Beijocas e ótimo finde!

    1. Ainda não fiz Verena, mas intuía que seria uma boa opção. Agora com seu incentivo testarei na certa!

      Beijo e ótimo final de semana também!!

  4. Maria querida, a foto está linda… não há pq se desculpar por ela. :)
    Sabe que meu marido era assim com risoto? Eu fazia, ele dizia que nao gostava… até que provou, e passou a ser fã. Eu nunca comi bacalhau fresco (mas adoro bacalhau… rs), e morro de vontade! Até mesmo, por ser bem mais barato do que o bacalhau "comum"! Seu post me inspirou, e muito!
    Bjo grande,

    Mari

  5. Oi, Mari! Vi no seu blog a história do risoto! Que bom que as coisas mudam, não?!

    Pois é, o preço do bacalhau fresco também serviu de incentivo para experimentá-lo. Na primeira vez que comprei era o mais barato dentre os filés de peixe.

    Beijo e ótimo final de semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.