Batatas rústicas assadas com alho

Batatas rústicas assadas com alho

Minha memória nunca foi motivo de orgulho. Mas de um tempo pra cá tenho percebido que ela funciona bem para alguns assuntos específicos. Comida é um deles. Por isso bastou chegar a hora do jantar e olhar praquelas batatas solitárias pra lembrar dessa receita da Pixu. A vi há quase um ano durante meu passeio diário pelas boas idéias do Pão de Ló. Lembro que fui instantaneamente seduzida pela possibilidade de me apaixonar por uma batata assada tanto quanto por uma frita (é bem verdade que a Pixu não diz exatamente assim, mas assim eu li).

Lavei e cortei as batatas, com casca mesmo, e as coloquei numa assadeira (de preferência antiaderente) untada com azeite. Acrescentei dentes de alho (descascados para ficarem crocantes e com casca para virarem uma pastinha), salpiquei pimenta calabresa e sal grosso. Tudo no forno médio, uma olhadinha de vez em quando, uma mexidinha pra dourarem por igual e trinta minutos depois as batatas já estavam lindas, macias e deliciosas.

Se ficaram parecidas com as fritas? Na minha opinião ficaram muito melhores por dois motivos: são mais saborosas e muito mais leves. Essa foi a segunda vez que fiz e já planejo uma terceira fornada.

Batatas rústicas assadas com alho

Gostaram? Experimentem também e depois me contem o que acharam!

Para te ajudar nesta função, já foram 65 milhões de prescrições do .

Você também pode gostar...

22 comentários

  1. Ai Jesus!!! Fiquei aqui me sentindo uma idiota de ter vindo até aqui e visto essa dica maravilhosa… Fiquei no purê de batata quando podia ter avançado 10 mil pontos! Delícia mesmo seu blog! PARABÉNS!!!

    1. Que idiota, que nada Ivana! Tudo tem seu lugar. Eu adoro um purê de batata e dependendo do prato ele acompanha melhor que essas batatas. Além disso, tenho certeza que não faltará oportunidade para você experimentar essa receita! (e depois me conte!)
      Beijo e bem-vinda!

  2. hummmmmmmmmmmmmmmmmmmm!!! ainda morro pela boca!

    1. Nem me fale, Joyce!! Mas essa é bem light! Mesmo!

  3. Maria, já fiz e adoro!!!! Estão super apetitosas! Beijocas!
    Estive pertinho de você no feriado, mas com a correria (resolvemos ir em cima da hora) não consegui te mandar um email para pegar seu telefone…!
    Beijocas!

    1. Eu não acredito que você esteve aqui e não me avisou, Verena!!!!!!!
      Passei o feriado com a casa cheia de amigos queridos de Vitória e repetimos a dose de batata. :) São muito práticas e saborosas, né?!
      Mas me conta, você veio pra Ubatuba mesmo?
      Beijo!

  4. Maria,que delícia, amo essas batatas!
    Tb é minha maneira preferida de fazer batatas que estão solitárias.:-) (mentira, sou batateira que só…)
    Além do sal grosso e do alho, se combinar com o prato principal, ainda coloco folhinhas de alecrim fresco por cima.
    Tb é bom o tempo de preparo. Coloco as batatas no forno e vou cuidar das outras coisas.Quando termino tudo, já tenho o acompanhamento pronto, ajuda bastante.;-)
    Beijoca!

    1. Ah, Ione, então trate de nos dar outras sugestões práticas e saborosas de como preparar batatas! Quem não gosta delas, né?!
      Beijo e obrigada pela visita!

  5. Maria, ótimo e simples. Sempre faço isso em casa mas ao invés de usar a linguiça calabresa que já está seca, uso alecrim in natura misturada às batatas e alho. Dica: na mesma bandeija que vai ao forno adicione cubos de 3cm de abóbora crua e cebolas roxas cortadas em 1/4, tudo regado com azeite. A abóbora fica sensacional e inacreditavelmente mantém a forma mas ao ser apertada vira como que um creme e as cebolas roxas, que já são naturalmente mais doces (não como as de Tropea no sul da Itália) ficam deliciosamente doces! O que ainda pode fazer é, ao servir, salpicar com sementes de abóbora, previamente passadas em uma frigideira sem óleo e bem quente. Em breve colocarei essa receita no meu site. Espero ter ajudado! Mais uma vez, parabéns!

    1. Adorei as sugestões, Christian! Obrigada! E como amo abóbora e cebola, na próxima fornada elas certamente estarão no forno juntinhas com as batatas! Mas antes passo pra ver timtimportimtim no seu site.
      Eu gosto muito de alecrim também e costumo usar quando faço batatinhas (aquelas pequeninas) no forno. Meu pé de alecrim está em fase de crescimento e portanto logo estará figurando por aqui. ;)
      Um abraço e volte sempre!

  6. bem haja para estas dicas simples e saudáveis.logo que possa batatas rústicas à mesa para a familia!parabéns

    1. Olá, Magna! Bem-vinda!
      Viu as dicas acima deixadas pelo Christian? Parecem uma bela opção para incrementar a fornada. Quando fizer volte para contar, combinado?! ;)
      Beijo e volte sempre!

      1. Oi Maria, valeu! Mas uma coisa que peço que desconsidere: "BANDEIJA"… que vergonha! Só vi hoje. É bandeja, ok? hehe… Ah, no meu blog coloquei uma receita de soja que fica melhor que carne moída, que vai muito bem com suas batatas rústicas, seja direto no prato, seja acompanhando o "buraco quente" que abordo na receita. E vamo que vamo.

        1. Relaxa, Christian! Eu também morro de vergonha, mas todos damos essas bobeiras na digitação ou na ausência do corretor do word. rsrs Inclusive eu nem tinha percebido!
          Quanto à carne de soja, taí uma coisa que não curto. Posso me surpreender com um determinado preparo mas não tenho motivação para fazer eu mesma. Vou enviar o link pro meu pai – que adora – aí ele prepara e me convida! ;o)
          Beijo e obrigada pela visita!

  7. Experimentei!! Delícia!! Já estava cansada de batatas com alecrim!! :)

    1. Que ótima notícia, Yasmine!
      Alecrim é ótimo mas muito marcante, né?! Às vezes enjoa…
      Fico muito feliz que tenha gostado e voltado pra contar! Muito obrigada!

  8. ana barata diz:

    Oi…
    Já me proibi de abrir seus e-mails aqui no trabalho,pois fico aguando,como estou agora,de vontade de fazer suas receitas maravilhosas!!!Então,agora é esperar e quando chegar em casa já irei preparar "batatas rústicas" e "conserva de abobrinha",já para o feriado.
    Amanhã já escrevo dizendo o que achei,mesmo sabendo que vou amar.
    Beijos.

    1. Amo essas batatas, Ana! Só se certifique de usar uma assadeira antiaderente ou caprichar no azeite.
      Beijo e boa diversão na cozinha!

  9. Maria! Vim visitar sua "casa" hj, ontem vi a receita que vc deixou no naminhapanela. E me deparei com essas lindas batatas, fiz no almoço e foi aprovado aqui em casa! Ficaram tao macias e crocantes ao mesmo tempo… ai que delicia!
    Logo venho contar como ficou a bomba de chocolate!
    Parabéns pelo blog!
    Beejo

    1. Que honra, Carol, uma visitante nova e já "testadora"! Adorei!
      Essas batatas sempre fazem sucesso por aqui e já que aí também foram aprovadas, sugiro experimentar as "fritas assadas" que têm preparo semelhante mas uma textura diferente.
      Aguardo ansiosa por notícias (as primeiras!!) da bomba!
      Beijo! E bem-vinda!

  10. Andréa Queiro diz:

    Olá Maria,

    Adoro cozinhar e por isso vivo antenada em receitas e tudo que diz respeito a essa deliciosa arte. Me apaixonei só de ver, antes mesmo de fazer e experimentar, pelas batatas feitas no forno.Quando você fala em caprichar na quantidade de azeite, seria possível tentar quantificar esse tanto.

    Obrigada,

    Andréa

    1. Aposto que você se apaixonará ainda mais quando as experimentar, Andréa! Eu adoro essas batatas!
      Não saberia precisar a quantidade de azeite mas coloque o suficiente para cobrir o fundo da assadeira com uma fina camada; se for usar uma antiaderente pode apenas regar com alguns fios. Em qualquer uma delas, depois que colocar tudo dê uma cacoalhada para assegurar que o azeite estará por todo o fundo. E depois me conta! :) Ah, viu a receita das fritas assadas (https://digamaria.com.br/archives/5059)??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.