Berinjela à parmigiana frita e no forno

berinjela à parmigianaberinjela à parmigiana
Revisitando a casa da mãe depois de alguns meses, o almoço pedia um cardápio sem frescura, com aquele calor e conforto característicos de casa de mãe. Abri o livro nos capítulos de carne, de aves e de peixes e os folheei de frente pra trás, de trás pra frente… mas nada me enchia os olhos, nenhuma foto fazia meu estômago roncar. Situação estranha – pensei. Rumei para o capítulo de legumes pensando que talvez num acompanhamento eu achasse inspiração pro principal. E assim achei a berinjela à parmigiana, que lá estava sugerida e fotografada em porções individuais, mas cá haveria de estar numa farta travessa, digna de centro de mesa de família; digna de almoço de domingo-feriado.

Berinjela à parmigiana não é um prato de preparo rápido. Não mesmo. Empreguei mais tempo do que imaginava empanando as berinjelas. Mas daí por diante tudo fluiu mais rápido. Até mesmo a parte da fritura, com a qual não estou muito habituada, foi super tranquila e sem sujeira. Aproveitei também para testar uma versão mais light que muito me agradou. Separei algumas berinjelas empanadas e, ao invés de fritá-las, levei-as ao forno baixo numa forma untada com azeite. Devem ter ficado por lá quase uma hora e depois de tudo montado e servido, admito que não notei diferença significativa entre as duas versões. No sabor, claro. Porque meu colesterol provavelmente saberia diferenciaá-las.

Não provei as berinjelas assadas antes de montar o prato. Mas as fritas que não couberam renderam uma bela entradinha que foi consumida sem demora. Deliciosas.

berinjela à parmigiana

Ingredientes para quatro pessoas
2 berinjelas médias (se quiser aproveitar algumas empanadas como entrada, use 3)
2 latas de tomate italiano
80 g de queijo parmesão ralado grosso
10-12 fatias (médias/grossas) de queijo mussarela
2 ovos
60-100 ml de leite ou água
1 cebola média
5 dentes de alho
farinha de trigo
farinha de rosca
azeite
500 ml de óleo para fritar
sal, pimenta-do-reino e manjericão a gosto

Modo de fazer a berinjela à parmigiana
Comece lavando as berinjelas e cortando-as em rodelas de 1 cm. Salgue as rodelas dos dois lados e deixe escorrendo a umidade por aproximadamente 30 minutos (ou coloque-as inclinadas numa peneira ou sobre uma travessa forrada com papel manteiga).

Enquanto esperamos, vamos ao molho de tomate. Refogue em azeite a cebola picada pequena. Depois de alguns minutos junte o alho. Acrescente os tomates picados e o caldo que vem na lata, polvilhe sal e pimenta-do-reino, abaixe o fogo e tampe a panela. Mexa de vez em quando e desligue quando estiver no ponto desejado. Voltemos às berinjelas.

Transfira a berinjela para uma forma forrada com papel toalha, tempere com pimenta-do-reino e, se precisar empilhar as rodelas, intercale com mais papel toalha (a idéia é continuar absorvendo a umidade).

Prepare três vasilhas para empanar e disponha-as nesta ordem: a primeira com farinha de trigo, a segunda com dois ovos batidos com a água ou leite (eu usei água) e a terceira com farinha de rosca. Passe a rodela na farinha de trigo, sacuda com delicadeza para retirar o excesso, passe-a na mistura de ovos, suspenda por alguns segundos para escorrer o excesso, e transfira para a farinha de rosca envolvendo-a bem. Disponhas as berinjelas empanadas numa superfície coberta com papel manteiga ou laminado. Use uma mão para as farinhas e a outra para os ovos pra minimizar a bagunça e facilitar o processo.

Agora você tem duas opções: fritar ou assar.
Para assar, pré-aqueça o forno em torno de 180 graus e coloque as berinjelas empanadas numa assadeira untada com azeite. Vire as rodelas depois de uns 20 minutos e repita isso se necessário para que dourem por igual.
Para fritar, aqueça o óleo em uma panela e frite as berinjelas em lotes. Quando estiverem douradas, retire com uma escumadeira, escorra bem e acomode-as por alguns minutos sobre papel toalha. Depois coloque-as sobre uma grade. Ufa! Estamos quase lá! Vamos à montagem!

Numa travessa refratária, disponha assim: uma camada de molho, uma de berinjela, outra de molho, uma de parmesão salpicado, uma de queijo mussarela. Continuando: molho, berinjela, mussarela e parmesão.
Leve ao forno baixo e sirva quando o molho estiver borbulhando e o queijo dourado.

Para acompanhar a berinjela à parmiginana, sugiro um arroz temperado com orégano (durante o cozimento) e uma saladinha verde.

é o nome que sempre é usado, porém o nome do medicamento é Citrato de Sildenafil, como já havia dito.

Você também pode gostar...

6 comentários

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Maria, Maria. Maria said: Beringela a parmegiana. Casa de mãe pede comida assim. https://digamaria.com.br/archives/2739 […]

  2. Nossa, amo, amo mesmo berinjelas à parmegiana. Não preparo há muitooo tempo.

    1. Olá, Karina! Bem-vinda!
      Eu nunca tinha feito em casa, acredita?! Costumo relutar um pouco pra fazer fritura. E sobretudo por isso foi uma grata surpresa ter experimentado e gostado tanto da versão com as beringelas assadas. Agora posso repetir sem peso na consciência! ;)
      Um abraço e volte sempre!

  3. Méri, amei saboreá-la! O luxo é ter a companhia da filha em casa e ainda desfrutar de seus quitutes!

  4. valeria diz:

    Berinjela se escreve com "J" e não com "G".

    1. Realmente, Valéria, no português daqui o correto é berinjela e eu sem querer adotei a grafia do protuguês de Portugal. Já vou alterar nos posts, obrigada. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.