Espaguete com molho de tomate e almôndegas

Espaguete com molho de tomate e almôndegas

Quem mora na praia costuma ficar com a casa cheia durante os períodos de férias. Descobri essa regra no último mês e eu que adoro cozinhar tudo fresquinho senti necessidade de estocar. E dessa constatação nasceram essas almôndegas: aproveitei uma receita de hamburguer e usei parte dela para moldar bolinhas que enrolei em filme plástico e congelei para algum “momento de necessidade”.

Pouco tempo depois elas me foram muito úteis numa noite na qual meu pai estava me visitando e uma dupla de aventureiros (meu marido e seu irmão mais novo) voltavam de um acampamento em Castelhanos/Ilha Bela. Voltariam na noite anterior mas foram surpreendidos pelas más condições da estrada e, apesar de estarem num 4×4, atolaram. Após horas de tentativa, a noite chegou e tiveram que dormir dentro do jipe, no meio da mata, no meio do nada. No dia seguinte caminharam a pé 16 km até conseguirem ajuda e sinal de celular para pedir resgate. Nessa hora também fui avisada da aventura e que seu desfecho se daria apenas no final do dia.

Sabia que chegariam cansados, esfomeados e em busca daquele aconchego que raramente achamos fora de casa. Lembrei então das almôndegas e concluí que um espaguete ao sugo puxado no manjericão e acompanhado das almôndegas seria a refeição perfeita pros quatro descendentes italianos. E assim foi. Chegaram quase às 22h, famintos de conforto e de ouvidos atentos a todas as histórias que traziam pra contar. E jantamos sem pressa, na boa companhia de um vinho e muita conversa.

Espaguete com molho de tomate e almôndegas

Ingredientes para as almôndegas (para oito pessoas)
700 gramas de contra filé
300 gramas de linguiça defumada (moída junto com o contra filé, uma única vez)
1 ovo
pimenta do reino
molho inglês
azeite
cebola picada bem pequena
sal
você pode acrescentar ou substituir pelos temperos que gosta; mostarda por exemplo fica uma delícia

Para o macarrão e o molho (também para oito pessoas)
800 gramas de massa
2 latas de tomate pelati
7 dentes de alho cortado em lâminas
pimenta calabresa
azeite
sal
manjericão a gosto
queijo parmesão ralado

Modo de fazer
Coloque numa tigela todos os ingredientes das almôndegas. Misture bem com as mãos, prove o tempero e, se precisar, acerte. Lave as mãos deixando-as ligeiramente úmidas para começar a moldar. Coloque uma quantidade da mistura na mão, aperte e enrole com o mesmo movimento que fazemos para enrolar um brigadeiro. Repita o processo para moldar as outras.

Coloque no fogo água e sal para cozinhar a massa. Enquanto aguarda a fervura, aqueça um pouco de óleo ou azeite numa frigideira grande e frite as almôndegas virando-as para que dourem dos dois lados. Retire-as da frigideira e reserve-as.

Aproveite a gordura que restou e volte a frigideira para o fogo. Coloque as lascas de alho, doure-as suavemente, acrescente a pimenta calabresa, o tomate pelati, um pouco de água (aproveite para “limpar” a lata) e sal. Mexa partindo os tomates, aguarde ferver, baixe o fogo e tampe. Se precisar, acrescente mais água aos pouquinhos.

A essa altura a água do macarrão já estará fervendo. Coloque a massa, misture um pouco para que não grude e deixe-a cozinhando pelo tempo indicado na embalagem. Quando a massa estiver quase pronta, coloque as almôndegas e as folhas de manjericão no molho de tomate e mantenha-os no fogo. Escorra o macarrão e junte-o ao molho. Sirva em seguida com queijo parmesão ralado na hora e folhinhas de manjericão enfeitando.

Dicas: caso não queira fritar as almôndegas, elas podem ser cozidas diretamente no molho de tomate. Para isso, prepare-o numa panela para que o molho cubra as almôndegas.
A mesma receita pode ser usada para hamburguer, que também pode ser congelado e retirado do freezer direto pra frigideira.

Aqui tem um vídeo bem legal do Jamie Oliver ensinando esse mesmo prato com uma receita diferente (e que certamente experimentarei)!

Já o serviço de saúde britânico afirma ser possível ter ereção ingerindo uma pílula até quatro horas antes .

Você também pode gostar...

12 comentários

  1. Maria, pasta com molho ao sugo e manjericão, acompanhados de almôndegas? Perfeito! Adoro tudo isso, ainda mais com vinho e ótima companhia!
    Que susto, hein? Ainda bem que deu tudo certo, mas imagino as histórias para contar para os filhos e netos!
    Saudades, beijos!

    1. Perfeito… e eu nunca tinha feito! Agora quero experimentar a receita do Oliver que leva Cream Cracker.
      Olha, a aventura deles foi um susto mesmo. A gente ficou muito mal acostumada com o celular; qualquer falta de contato angustia. Mas deu tudo certo e eles curtiram; é isso que importa!
      Grande beijo, saudade também.

  2. Ah, não, Maria/ Queria ver outro vídeo SEU fazendo receita, não o Jamie. rs

    Eu sempre gostei de almondegas. Me fazem lembrar a infância.

    Beijos, querida.

    1. Ah meu deus, tô mais popular que o Jamie??! ahaha Adorei, Talita! Estou neste momento começando a roteirizar a próxima, viu?! Dentro de um mês +/- ela estará aqui.
      Almôndegas têm muitas variações?
      Beijo!

  3. Maria, que foto sugestiva!
    Receita simples e deliciosa. ;)

    bjs

    1. Tô cada dia gostando mais disso, sabor e simplicidade!
      Obrigada pela visita, Marcel!

  4. Ei Maria!! eu adoro almondegas e faço sempre a receita da minha avó Ziroca que me criou e cozinhava coisas deliciosas pra mim. A receita é a mesma mas ela colocava farinha de rosca na massa. Quando não tinha a farinha de rosca ela ralava pão francês dormido! e eu faço sempre com patinho limpo e moído. Hummmmmmm…me deu tanta vontade de comer!!!um dia ainda vou provar seus pratos. Bjks

    1. Com prazer, Joyce! Numa das idas à Vitória podemos marcar um almoço ou jantar na casa da mamãe. Deve ficar mais leve com farinha de rosca ou mesmo com cream cracker como faz o Jamie Oliver, né?! A minha levou apenas carne porque "saiu do hamburguer direto pra almôndega" mas na próxima usarei farinha pra descobrir de qual gosto mais.
      Grande beijo e obrigada pela visita!

  5. Maria, que delícia! Tô justamente indo pra casa da vó, almoçar spaghetti com almôndegas. Só que lá em casa, a gente chama de porpeta, coisa de italiano carcamano. :p

    A vó Antonieta passa elas numa milanesa, de quebra. Tinha como não deixar os netos mimados?

    Adoro teu blog!

    Beijocas.

    1. Gata de rodas! Que bom você por aqui!! : )
      Porpeta é uma delícia! Lembrei do polpetone do Jardim di Nápoli… adoro!
      Ótimo almoço pra vocês! E se a vó Antonieta tiver dicas, você sabe, são muito bem-vindas!!
      Beijo e bom domingo!

  6. Maria, esse prato lindo faria o meu marido tão feliz – ele simplesmente ama macarrão e almôndegas!
    Que comida bonita, mulher! :D

    1. Reproduz aí, Pat! Esse é tão simples… assistiu o Jamie Oliver fazendo?
      Beijo!! (adorei você por aqui!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.