Vídeo-receita: polvo com arroz de leite de coco

Vídeo-receita: polvo com arroz de leite de coco

Não estou bem certa quando foi a primeira vez que comi polvo mas arrisco dizer que coincidiu com minha estréia num restaurante japonês. E não gostei nem de um nem do outro. O polvo parecia uma borracha e o gosto dos peixes e da alga em nada me agradou. Mas isso aconteceu há uns vinte anos e de lá pra cá muita coisa mudou.

Da comida japonesa, precisei de mais duas experiências para finalmente me apaixonar, mas o polvo, sei lá, desde então só me lembro de gostar e de tecer um tanto de críticas quanto ao ponto de cozimento; ainda que naquele tempo eu mal me aventurasse na cozinha. E de tanto observar essas variações – e de constatar que é difícil encontrar um polvo macio mas sem desmanchar – relutei para encará-lo na minha própria cozinha. Fiz um post pra falar sobre essa estréia e seus preconceitos. E por ter descoberto como pode ser simples, fiz questão de incluir uma receita nesta temporada pra que vocês entendam com seus próprios olhos do que estou falando.

Espero inspirá-los e encorajá-los a irem até uma peixaria e escolheremdeslumbradosum lindo polvo pra chamar de seu.

Polvo com azeite, batatas e cebola com arroz de coco

Receita para quatro pessoas

Ingredientes para o polvo
1 polvo de até de 1,5 kg
1 Kg de batatas com casca
4 cebolas fatiadas em meia lua
7 dentes de alho espremidos
1 folha de louro
1 1/2 xícara de vinho branco seco
pimenta malagueta, coentro e salsinha a gosto
azeite
sal

Ingredientes para o arroz de leite de coco
2 xícaras de arroz branco lavado e escorrido
3/4 de xícara de leite de coco
4 xícaras do caldo do cozimento do polvo
1 cebola média
2 dentes de alho
sal a gosto
azeite

Modo de fazer
Numa panela, refogue a cebola picada no azeite. Quando ficar translúcida, junte o alho, aguarde um pouco e frite o arroz. Acrescente o leite de coco e mexa até ser completamente absorvido. Junte sal e o caldo fervente, abaixe o fogo e tampe a panela. Quando o caldo secar, desligue o fogo.

Coloque água com sal para ferver. Lave as batatas e corte-as em pedaços grandes. Cozinhe-as em água fervente por cerca de 10-13 minutos ou até que estejam al dente. Escorra e reserve.

Numa panela funda (que caiba o polvo), coloque água pra aquecer. Quando ferver, segure o polvo pela cabeça e afunde-o na água, retirando em seguida. Repita esse processo mais duas vezes e na última deixe-o mergulhado na água fervente em fogo bem brando. Marque 30 minutos e a partir daí cheque o ponto espetando um garfo. Ele deverá estar macio sem oferecer muita resistência.

Escorra o polvo e deixe-o esfriar em temperatura ambiente. Corte-o em pedaços e disponha-o, junto com as batatas, numa travessa que possa ir ao forno.

Numa frigideira grande, aqueça o azeite e refogue brevemente a cebola, junte o alho e a pimenta picada. Acrescente o tempero verde e coloque sobre o polvo com batatas. Leve ao forno por 5-10 minutos, regue com um pouco mais de azeite, salpique mais salsinha e coentro e sirva.

A pílula azul que revolucionou a vida sexual de homens e abriu a discussão para temas tabus como a impotência sexual entre homens e mulheres.

Você também pode gostar...

26 comentários

  1. Maria, se eu diminuir as cebolas tudo bem? não perde muito gosto?

    beijos

    1. Tudo bem, Camila. Faço também uma versão que não vai ao forno e que é assim: refogo em menos azeite bastante alho picadinho ou espremido e, quando doura, coloco junto na panela o polvo e as batatas. Depois desligo o fogo, coloco o cheiro verde e mais azeite. Fica super saboroso e usa menos cebola.
      Aguardo notícias. ;)

  2. GUILHERME diz:

    GRANNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNDE MARIAAAAAA!
    EU ADOOOOOORO POLVO E VOÇÊ TIROU TODAS AS MINHAS DÚVIDAS. E ESTE PRATO ENTÃO… WAUUUUU !!!
    VOU TENTAR FAZER AMANHÃ.
    MEUS PARABÉNS MAIS UMA VEZ. MOSTROU QUE NÃO HÁ DIFICULDADES NEM MITOS NA COZINHA.
    OBRIGADO POR COZINHAR PARA TODOS NÓS.
    ABRAÇO,
    GUILHERME.

    1. Amei esse comentário tão empolgado, Guilherme, e tô aqui curiosíssima pra saber se você foi emsmo pra cozinha prepará-lo.
      É um prazer cozinhar pra todos vocês! :)
      Beijo.

      1. GUILHERME diz:

        DESCULPE MARIA MÁS NÃO CONSEGUI ACHAR O POLVO AQUI EM BH. É UM POUCO DIFÍCIL ACHAR PRODUTOS DO MAR FRESCOS NAS MONTANHAS. RSSS
        OBRIGADO PELA RESPOSTA E UM GRANDE ABRAÇO.

  3. Foi o video que mais gostei, vc sempre cozinhou com muita naturalidade, mas esse acho que mostrou uma Maria cozinhando em total sintonia com os ingredientes, as panelas e a camera.Você vai longe: está cada dia melhor! (Sem puxa-saquismo, juro!)
    Bjs

    1. Dricka, li seu comentário num misto de satisfação e timidez. Muito obrigada pelo carinho, pela aposta e por trazer tudo isso até mim. :)

  4. Cátia Milhome diz:

    Que refeição maravilhosa! Sou obrigada fazer aqui em casa qualquer dias desses!
    Com carinho
    Cátia

    1. Além do sabor, acho deslumbrante prepararmos em casa um animal como esse. Portanto, dou a maior força, Cátia! :)

  5. Lucia Helena diz:

    Mariaaaaa…que luxo ficou esse prato meninaaaaaa !!!!!
    Vc acredita que nunca experimentei polvo? Acho que nem me atreveria fazer! Mas, para quem gosta…deve ser um prato cheio hemmmmm !!!! Ficou maravilhoso o visual!
    Uma boa cozinheira faz de tudo mesmo!!!Muito gostoso vê-la preparando essas maravilhas !!!! Lindaaaa…

    1. Você já experimentou lula, Lucia Helena? (aonde você mora é fácil encontrar frutos do mar frescos?)

  6. Helena Araujo diz:

    Querida Maria,não como nenhum tipo de carne!Sou ovovegetariana!Mas, nem por isso, deixo de admirar esses pratos feito com tanto requinte!Tbm, porque, nem todos que estão a minha volta tem minha opção de vida e por esse motivo tenho que fazer pratos de carnes, mas dou mais preferência ás carnes brancas,peixes e aves!
    Moro um pouco longe dos mares da vida,mas aqui tem boas casas de peixes! Bjusssss…

    1. Olha, só, você não come carne… Minhas irmãs estão se movimentando nesse sentido também, mas eu, pra ser bem honesta, não me imagino sem carne. Mas também prefiro a branca e busco comprar de fornecedores que conheço e portanto sei como os bichinhos foram criados. :)

  7. Helena Araujo diz:

    Oie Maria, Helena Araujo é a Lucia Helena viu!!!!Nem percebi que o endereço alterou sózinho aqui…rssssss…desta vêz apereceu o sobrenome!

  8. feguima diz:

    que delicia, vou fazer com certeza!

    1. Depois me conte tudo, Fê!

  9. Imprimi a receita, assisti 3 vezes ao vídeo, agora só me resta ter sorte na peixaria. Aqui em BH não é fácil não

    1. Boa sorte, Mariana! Basta estar atenta ao ponto e não se afobar. :) Conte-me tudo depois!

      1. Ai, Maria, realmente BH é muito fraca em frutos do mar – Não havia nem polvo nem lula no Verdemar. Mudei pra uma receita da Rita Lobo – frango com leite de coco, do livro Panelinha. Mas vou pra Floripa no Reveillon e ficaremos numa casa alugada, aí esse polvinho não me escapa!

        1. E camarão, Mariana, acha com certa facilidade por aí? Se sim, já que você falou de leite de coco, sugiro essa daqui: https://digamaria.com/2012/07/camarao-com-coco-e-a
          Reveillon em Florianópolis deve ser demais!
          Beijo!

          1. Mariana diz:

            Ah, que ótima idéia!!! Amo camarões e aqui é fácil encontra-los!!! Você é uma fofa mesmo, obrigada, vou fazer demais da conta! A receita que fiz da Rita Lobo é essa daqui ó http://panelaaventura.blogspot.com.br/2012/11/fra… Beijo gigante, Maria, você é o máximo!

          2. Obrigada pelo link, Mariana! Adorei a combinação de ingredientes e já salvei para fazer num dia desses. ;*

  10. Larissa diz:

    Maria, esse arroz de coco com um salmão assado ao molho de rapadura e aquelas mini batatas no alho e pimenta calabresa é o prato preferido da minha família. Voce tem rapadura por aí? Ja experimentou? Posso te enviar daqui da Paraíba. Estou encantada com seu blog!

    1. Obrigada, Larissa! Que bom que está gostando do DigaMaria. <3
      Aqui encontro rapadura na feira. Há uns meses usei para fazer uma costelinha; fica divino! Se puder, me passe essa receita da sua família. Vou adorar conhecer! O e-mail é diga@digamaria.com.
      Beijo!

  11. Larrubia diz:

    Tinha um polvo congelado e já estou fazendo, porém não descobri que momento entra o vinho branco. Me ajudem por favor. Estou com a boca cheia de água

    1. Boa pergunta! Li a receita agora, anos após a publicação, e também não achei. Devia ser para bebericar enquanto preparava a receita. hehe
      Conta pra gente como ficou o seu polvo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.