Ravióli de carne (ou, nada se perde, tudo se transforma)

ravioli de carne 08

Quando como num restaurante e sobra pouco raramente me sinto encorajada a pedir pra embalar. Às vezes por falta de criatividade, às vezes por um pouco de vergonha (vergonha de quê, Maria??!)…

Mas nesse final de semana foi diferente. No sábado haviam sobrado duas fatias de língua e uns modestos pedacinhos de cordeiro no molho. “Embala, por favor?!”. No domingo, da meia porção de costelinha que pedi só pra mim (desejo antigo, entende?!), comi duas, cedi quatro e sobrou uma. “Garçom, essa eu vou levar, tá?!”. E no mesmo dia as três carnes foram desfiadas e voltaram pra panela com um pouquinho de água e seus diferentes temperos gentilmente cedidos por outros cozinheiros. Tudo bem misturado e perfumado e a massa não tardou em ser preparada com um toque de açafrão e todo o improviso necessário: sem rolo de macarrão, revesti uma garrafa de vinho com filme plástico e ela desempenhou perfeitamente o papel. (e se essa era a sua desculpa pra não fazer massa caseira… risos)

ravioli de carne 02 pq

Massa aberta, receheio distribuído; massa fechada, cortada e direto pra panela cheia de água fervente e sal. Enquanto cozinhava, aproveitei o restinho de molho que sobrou na panela e o coloquei no fogo com um pouco de manteiga, pimenta-do-reino triturada e umas colheradas da água do cozimento da massa.

ravioli de carne 07

O resultado? As sobras de um final de semana renderam um delicioso jantar de domingo pra quatro pessoas!

Mas se você ficou com preguiça de preparar a massa em casa, a carne desfiada pode se transformar num saboroso molho para macarrão – aqui tem um bom exemplo de molho de costelinha desfiada, ou numa das inúmeras possibilidades que a querida Clau listou pra gente nos comentários!

(E pra quem como a Helena, ali no primeiro comentário, quiser saber de onde veio esse cortador, segue o link de onde comprei: Round Ravioli Stamp with Fluted Edge)

De acordo com dados da Food and Drug Administration (FDA) somente nos Estados Unidos, é um estimulante sexual capaz de aumentar o libido e garantir ereções muito mais duradouras.

Você também pode gostar...

6 comentários

  1. Oi Maria! a ideia é sempre excelente, a de aproveitar qualquer sobra…
    mas que cortador é esse? achei genial!!!!!!! vc sabe onde se encontra?
    beijos e parabéns, sempre pelo DigaMaria!

    1. Oi, Helena!
      Esse cortador comprei na Amazon (depois da sua pergunta coloquei o link direto no post). Acho que esse item não é entregue no Brasil (aproveitei a vinda de uma prima sua xará e encomendei várias coisinhas). Mas vários itens, assim como todos os livros que listei na barra lateral, são despachados pra cá. Lembrando que sobre livros não incide impostos o que torna bem mais barato que comprar aqui.
      E a costelinha, você chegou a fazer pro André??
      Grande beijo e ótima semana!

  2. É isso mesmo, temos que perder a vergonha de pedir "para embalar". As coisas não estão fáceis e sempre haverá jeito gostoso de aproveitar as sobras.
    Bj,
    Lylia

    1. E independente da questão financeira, Lylia, não há porque desperdiçarmos comida. Certo?! E sem dúvida, sempre haverá uma maneira deliciosa para "estendermos" uma boa refeição. ;)
      Beijo!

  3. Maria, minha linda, achei um luxo meu nome citado no seu post. Ainda mais relacionado com o tema reaproveitamento e aproveitamento integral dos alimentos, que me é caro. Tenho várias sugestões para reaproveitar sobras de carne preparada em geral (podem ser até sobras de churrasco). Vamos a elas: arroz carreteiro, recheios para torta, panqueca, pastel e outros; refogada com cebola, pimentões e shoyu; picadinha numa omelete, mergulhada num molho de tomate, numa farofa. Enfim, as possibilidades são infinitas. E tem mais, se a pessoa não tiver tempo para fazer isso no dia seguinte, não deixe a carne estragar na geladeira, congele e utilize quando puder. Caso alguém queira alguma receita, é só pedir pelo Facebook (Clau Alaminos). Um beijo e obrigada.

  4. […] Para acompanhar, apostei na batata doce que casou perfeitamente com o sabor. O pouco que sobrou virou molho para espaguete, mais ou menos como esse daqui. Mas se vocês estiverem inspirados, podem fazer sua própria massa e usar o que restou – se é que restou – recheando um ravióli. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.